Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Matéria Especial

Entrevista com o atacante Finazzi

Publicado: quarta-feira,14 de julho de 2004
Por: CoralNET

O atacante Alexandre Silveira Finazzi de trinta anos, natural de São João da Boa Vista (São Paulo), 1,84m e 82kg, chegou recentemente ao tricolor do Arruda com fama de goleador, Finazzi como é mais conhecido foi entrevistado pela CoralNET.

Finazzi, você passou boa parte da sua carreira no Fortaleza, time que mais se destacou, agora surge mais um tricolor na sua vida, você espera ter o mesmo sucesso?

Com certeza! Minhas passagens pelo Fortaleza foram marcantes, principalmente as duas primeiras. Na primeira passagem tive a maior média de gols da minha vida e na segunda conseguimos subir para primeira divisão. Espero fazer muitos gols aqui neste tricolor e levar o Santa à primeira divisão.

O que significa vestir a camisa do Santa Cruz?

Eu vinha de uma cirurgia, estava parado, tive várias propostas quando saí do ABC de Natal mas escolhi o Santa por sua tradição. O pessoal do Ceará nem gosta muito de escutar isso mas a verdade é que o Santa Cruz é muito maior que os times de lá, em estrutura, em tradição... Acho que é o maior time que eu já joguei. O futebol de Pernambuco é referência! Sempre tive vontade de jogar aqui e vou retribuir ao clube.

Como você analisa seus primeiros jogos aqui no Santa?

No primeiro jogo aqui no Arruda o gramado estava encharcado e acho que fui bem dentro do que o campo me proporcionou. Senti muito, não por estar parado, mas sim pelo gramado. Nos outros jogos também fui bem, tive boa movimentação e facilitei o trabalho do Carlinhos. O que importa é que as vitórias vieram.

No seu primeiro jogo você foi substituído e saiu aplaudido pela torcida. Como você se sentiu?

Fiquei muito feliz porque centro-avante quando não faz gol é muito cobrado, mas a torcida viu que me esforcei e apesar de alguns passes errados e de não ter tido nenhuma chance clara de gol consegui ajudar o grupo. Fiquei contente e mais motivado.

As suas boas apresentações são respostas ao pessoal de Natal que comentou que você estaria "bichado"?

No futebol você não pode se preocupar tanto com isso, tem que trabalhar forte. Ouvi muita besteira por ter feito uma simples artroscopia, procedimento comum nos dias de hoje. A resposta vou dar levando o Santa para a primeira divisão.

Além de artilheiro você é um jogador de grupo?

Graças a Deus o que eu guardo de melhor do futebol são os meus amigos que deixei por onde joguei, jogadores, funcionários, torcedores... Fiquei muito feliz quando cheguei aqui e vi que além de um bom grupo de atletas o Santa também tinha um grupo de homens fora de campo.

Você foi artilheiro em todos os times que passou?

Na maioria fui artilheiro sim, fiz muitos gols. Tenho minhas características de jogador de área, portanto isso facilita minha vida de matador. Espero que aqui consiga marcar muitos também.

Qual foi a sua impressão do Santa Cruz como clube?

Na chegada eu já sabia dos problemas financeiros do clube que não são segredos para ninguém, o ambiente também estava muito tumultuado pelas derrotas, percebi que existiam boas pessoas mas estavam todos tensos. Hoje tudo está mais tranquilo, os salários foram pagos, as vitórias deram mais tranquilidade também. A impressão do clube como um todo, estrutura, grupo, diretoria foi boa.

A defesa está bem, o ataque nem tanto, isso aumenta a responsabilidade de vocês?

Responsabilidade sempre tem, em cada jogo, em cada treino, eu pelo menos encaro assim. Espero que no fim do campeonato a nossa defesa esteja entre as melhores e o ataque seja o mais positivo.

Qual a mensagem que você deixa para o torcedor da CoralNET?

A torcida tem que confiar no time! Vamos alcançar o sonho de subir para a primeira divisão. Sei que o campeonato é difícil mas estamos trabalhando forte e precisamos do apoio dos tricolores. Nossa chance de ir para a primeirona é grande.

Compartilhe:

Entrevista com o atacante Finazzi

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.