Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

8,95652173913043

Classifique:

Futebol Profissional

Santa Cruz perde clássico para o Náutico no Arruda, frustra torcida e deixa G4 da Série B

Publicado: sábado,17 de outubro de 2015, às 18:26
Por: Daniel Lima

Uma derrota decepcionante diante da torcida coral. O Santa Cruz jogou melhor no primeiro tempo, mas na etapa complementar foi surpreendido pelo Náutico, que mostrou eficiência nas finalizações e venceu de virada o clássico por 3 a 1, pela 31ª rodada do Brasileiro da Série B. Além de sair do G4 - cuja distância agora é de três pontos - e ser ultrapassado pelo rival na classificação, a invencibilidade tricolor de mais de seis anos sem perder para os alvirrubros chegou ao fim.

O Clássico das Emoções prometia fazer jus ao nome. Santa Cruz e Náutico mediram forças em busca do mesmo objetivo: vencer para continuar firme na briga pelo acesso. As equipes precisavam da vitória, mas nos primeiros minutos a postura era cautelosa para chegar ao ataque, principalmente pelo caráter decisivo do jogo. Atuando dentro de casa e com o apoio da torcida, o time coral transformou a superioridade sobre os alvirrubros, que praticamente não assustaram o goleiro Tiago Cardoso,  em vantagem. Pouco tempo depois, o rival empatou o jogo e a etapa inicial terminou empatada em 1 a 1.

Logo nos movimentos iniciais do segundo tempo, o Santa Cruz sentiu o baque após o Náutico virar o jogo com 20 segundos. Abalados, os jogadores corais não se encontraram dentro de campo e viram os alvirrubros ampliarem o placar. Os donos da casa não conseguiram esboçar uma reação e o Náutico administrou o placar de 3 a 1 até o apito final. No próximo sábado, o adversário coral será o Atlético/GO, no Serra Dourada.

O TIME - Apesar de não divulgar a escalação com antecedência e deixar um clima de mistério, o técnico Marcelo Martelotte colocou em campo o time que treinou durante a semana: Tiago Cardoso; Vítor, Danny Morais, Alemão e Allan Vieira; Wellington Cézar, Renatinho, João Paulo, Lelê e Luisinho; Bruno Moraes. 

Como Grafite foi convocado para o clássico, exista uma remota possibilidade dele atuar, mas o atacante ficou de fora até do banco de reservas.

GOLS - Aos 30 minutos do primeiro tempo, o lateral esquerdo Allan Vieira entrou na área, cruzou e a bola bateu na mão do zagueiro Ronaldo Alves. O árbitro Leandro Pedro Vuaden não pensou duas vezes e marcou a penalidade. O atacante Bruno Moraes foi para cobrança e bateu no canto esquerdo sem dar chances ao goleiro Júlio César, abrindo o placar.

Oito minutos depois, Gáston Filgueira penetrou na área, após Daniel Morais fazer o pivô, e cruzou para o atacante Bérgson, que só teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo das redes, deixando tudo igual.

Logo aos 36 segundos do segundo tempo, o Náutico aproveitou o contra-ataque para virar o jogo. O meia-atacante Hiltinho desceu em velocidade, passou pelo zagueiro Alemão e finalizou para o gol. O goleiro Tiago Cardoso tocou na bola, mas não conseguiu evitar o gol.

Aos 11, os alvirrubros ampliaram o placar com o meia Hiltinho, que novamente puxou  o contra-ataque e finalizou para as redes após deixar o zagueiro Danny Morais no chão.

MODIFICAÇÕES - Com o Santa em desvantagem no placar, o técnico Marcelo Martelotte fez a primeira mudança aos 10 minutos da etapa complementar: o meia Raniel entrou no lugar de Renatinho. Em seguida, o atacante Luisinho saiu de campo e Anderson Aquino foi acionado na sua vaga. Por fim, o lateral esquerdo Allan Vieira saiu para a entrada de Marlon.

CLASSIFICAÇÃO - O revés dentro de casa fez o Santa Cruz perder duas posições, caindo da 4ª para a 6ª colocação, ficando com os mesmos 48 pontos. Com o complemento da rodada, o tricolor pode descer mais uma posição na tabela de classificação.

Foto: CoralNET

Compartilhe:

Santa Cruz perde clássico para o Náutico no Arruda, frustra torcida e deixa G4 da Série B

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.