Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

85,8333333333333

Classifique:

Futebol Profissional

Com apenas duas vitórias fora de casa na Série B, Martelotte se inspira no acesso de 99 por melhor retrospecto

Publicado: sábado,24 de outubro de 2015, às 11:19
Por: Daniel Lima

O retrospecto do Santa Cruz fora de casa na Série B não é nada agradável. Em 15 jogos como visitante, apenas duas vitórias, contra Bragantino/SP e  Boa Esporte/MG, ambas com o técnico Marcelo Martelotte no comando, cinco empates e oito derrotas. Dos 45 pontos disputados, apenas 11 conquistados, refletindo num aproveitamento de 24,44% e na 17ª campanha entre os 20 times da competição. Caso queira continuar brigando pelo acesso, o time coral precisa melhorar seu desempenho quando atua longe do estádio do Arruda.

Para o Santa, os cálculos são simples para alcançar a pontuação necessária que garante matematicamente a subida de divisão. Faltam sete jogos – três em casa e quatro fora -, e o tricolor precisa vencer cinco partidas. Caso ganhe todas no Arruda, será preciso vencer duas como visitante.

O técnico Marcelo Martelotte já frisou que não se apega a números, mas relembrou um momento histórico em seus tempos de goleiro do Santa Cruz. Ele tirou do baú o Brasileiro da Série B de 1999, ano em que o clube conquistou o acesso à Série A, quando o time não tinha vencido nenhum jogo fora de casa. Mas, após bater o Sampaio Corrêa/MA por 2 a 1 , em São Luis do Maranhão, a classificação para a fase de mata-mata veio com um única vitória como visitante e também por conta da ajuda de outros resultados. Depois daí, o acesso foi conquistado.

"Eu sempre lembro situação que vivi aqui no Santa, apesar de não estar jogando como titular naquele momento. Em 99, o Santa passou o campeonato todo sem vencer um jogo fora. A última rodada era contra o Sampaio Corrêa, lá em São Luís, e precisávamos da vitória para nos classificar, dependendo ainda de outros resultados. Conseguimos e ela nos deu a classificação, posteriormente nos levando ao acesso", lembrou Marcelo Martelotte daquela campanha em que estava no banco de reservas e o titular era Nilson.

Para o treinador do Santa, as vitórias fora de casa na reta final da Série B têm um peso maior, já que os jogos têm caráter decisivo. Ele quer seus comandados com esse espírito para voltar ao G4 e no final do ano chegar ao objetivo do acesso. "O momento decisivo tem um característica diferente. É isso que a gente precisa começar a entender e já começamos a trabalhar com esse espírito de decisão. Neste momento, daqui para a frente, você tem que passar por cima de retrospectos", destacou.

JOGOS DO SANTA CRUZ FORA DE CASA NA SÉRIE B:
Macaé/RJ 2 x 0 Santa Cruz
América/MG 4 x 1 Santa Cruz
Paysandu/PA 2 x 1 Santa Cruz
Luverdense/MT 2 x 2 Santa Cruz
Ceará/CE 3 x 3 Santa Cruz
Bragantino/SP 1 x 2 Santa Cruz
Náutico 2 x 1 Santa Cruz
Criciúma/SC 0 x 0 Santa Cruz
Oeste/SP 1 x 0 Santa Cruz
Vitória/BA 2 x 1 Santa Cruz
Paraná Clube/PR 3 x 2 Santa Cruz
ABC/RN 1 x 1 ABC/RN
Boa Esporte/MG 1 x 2 Santa Cruz
Sampaio Corrêa/MA 0 x 0 Santa Cruz
CRB/AL 3 x 2 Santa Cruz

Compartilhe:

Com apenas duas vitórias fora de casa na Série B, Martelotte se inspira no acesso de 99 por melhor retrospecto

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.