Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

95,6428571428572

Classifique:

O Clube

Vice-presidente do Santa Cruz não contém euforia: “Vamos voltar a ser o terror do Nordeste”

Publicado: domingo,15 de novembro de 2015, às 10:01
Por: Daniel Lima

É até difícil conter a euforia num momento tão favorável. Apenas uma vitória separa os tricolores da Série A. Logo depois da vitória do Santa Cruz sobre o Botafogo/RJ por 3 a 0, no Engenhão, o vice-presidente Constantino Júnior deu uma declaração otimista, mas manteve a política dos pés no chão e avisou que o acesso ainda não foi conquistado. Ele ressaltou que ainda faltam duas partidas e os jogadores não podem perder o foco nas decisões que estão por vir. 

“É lógico que é importante a euforia e o amor do torcedor, mas ainda não tem nada conquistado. Estamos muitos próximos. Precisamos respeitar a competição, pois ainda faltam dois jogos. Queremos buscar nossa vaga dentro de campo, com legitimidade”, disse. 

A empolgação tomou conta de Constantino Júnior após a goleada em pleno Engenhão, que recebeu mais de 26 mil pessoas na vitória elástica do Santa em cima do líder da Série B. Ele lembrou a reação do time – da zona de rebaixamento (18ª colocação) para o G4 (4º lugar) - na competição desde a chegada do técnico Marcelo Martelotte. Muito próximo do acesso, o vice-presidente do Santa Cruz disparou: “Vamos voltar a ser o terror do Nordeste”. 

 “Uma volta por cima enorme. No início da Série B ficamos até na zona de rebaixamento. Mas o Santa Cruz é força, imponência e tem uma camisa que merece ser respeitada. Queremos fazer o clube forte. É bater no peito e ter orgulho dessas três cores, que vão colocar medo em muito time grande. Depois de muita luta e força, vamos chegar nesse patamar, mesmo com a desigualdade (de cotas) do futebol brasileiro”, pontuou.  

Compartilhe:

Vice-presidente do Santa Cruz não contém euforia: “Vamos voltar a ser o terror do Nordeste”

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.