Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

90,8823529411765

Classifique:

Futebol Profissional

Para evitar “oba-oba”, Santa deve seguir para Itu na quarta-feira antes de pegar o Mogi

Publicado: domingo,15 de novembro de 2015, às 11:30
Por: Daniel Lima

O Santa Cruz não leva consigo o clima de “já ganhou”. A uma vitória da Série A e dependendo apenas das próprias forças para alcançar o tão sonhado objetivo, a diretoria revelou a possibilidade do elenco coral ir ao Sudeste do país, na próxima quarta-feira (18), para se livrar do clima de “oba-oba” dos torcedores no Recife pela iminência do acesso. Mesmo ressaltando a importância da atmosfera da Torcida Mais Apaixonada do Brasil, o vice-presidente Constantino Júnior afirmou que os jogadores não podem perder o foco no momento decisivo do Campeonato Brasileiro da Série B. 

“Não podemos perder o foco. Ainda faltam três pontos para conquistarmos a nossa vaga (na Série A). Estamos conversando com Marcelo (Martelotte) para a gente sair do Recife nesta semana. Vamos para Itu para não perder o foco nesse momento. É lógico que é importante a euforia e o amor do torcedor, mas ainda não tem nada conquistado. Estamos muitos próximos. Precisamos respeitar a competição, pois ainda faltam dois jogos. Queremos buscar nossa vaga dentro de campo, com legitimidade”, adiantou o dirigente. 

Com isso, o Santa Cruz deve passar três dias na cidade da Itu, interior de São Paulo, preparando-se para enfrentar o Mogi Mirim/SP, no sábado (21), no estádio Novelli Júnior. O próximo adversário coral é o lanterna da competição, já rebaixado à Série C do futebol brasileiro. Mesmo assim, os tricolores pregam respeito, até porque seus concorrentes diretos devem mandar algum tipo de incentivo financeiro. 

Caso o Santa ficasse na capital pernambucana, o técnico Marcelo Martelotte poderia fechar os portões do Arruda nos treinamentos da semana. Depois da vitória contra o Oeste/SP em casa, na última terça-feira (10), ele disse: “Se eu achar que o clima está muito festivo, a gente fecha o treino. Entendo que a torcida possa fazer a sua festa, comemorar, mas nós temos que ter o pé no chão. Há muita coisa para ir buscar. Muitas vezes, esse clima, que ajuda, que motiva, ultrapassa um certo limite, atrapalha o trabalho e desconcentra", pontuou. 

Compartilhe:

Para evitar “oba-oba”, Santa deve seguir para Itu na quarta-feira antes de pegar o Mogi

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.