Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

95,6428571428572

Classifique:

Futebol Profissional

Santa Cruz é o quinto melhor visitante da Série B e João Paulo atribui ascensão ao rendimento fora de casa

Publicado: domingo,15 de novembro de 2015, às 20:00
Por: Daniel Lima

Nos últimos três jogos fora de casa na Série B, o Santa Cruz venceu dois seguidos e empatou um, conquistando sete pontos dos nove disputados. Diante do Botafogo/RJ, o time coral foi impecável no segundo tempo, quando marcou os três gols da goleada sobre o líder da competição, no estádio Engenhão. Após o placar elástico, o meia João Paulo atribuiu a vitória ao bom rendimento da equipe atuando longe de casa. 

“Essas vitórias fora de casa têm um saldo muito grande pra gente. Na maior parte do campeonato, não estávamos conseguindo vencer fora. Nos últimos três jogos fora do Arruda, conquistamos duas vitórias e um empate. Isso nos colocou em vantagem sobre os adversários diretos do G4. Encontramos uma maneira de jogar fora. Muito compacto e com um estilo de jogo”, disse o camisa 10.

As estatísticas comprovam a melhora de desempenho fora de casa. Na maior parte do campeonato, os tricolores estavam entre os quatro piores visitantes da Série B. Depois de golear o Fogão, o Santa virou o 5º melhor, com quatro vitórias, todas elas sob o comando do técnico Marcelo Martelotte, seis empates e oito derrotas em 18 jogos. Dos 54 pontos, apenas 18 foram conquistados, refletindo num aproveitamento de 33,3%. Na frente dos corais, estão os três times do G4 - Botafogo/RJ, Vitória/BA e América/MG -, além do Luverdense/MT. 

COMPETITIVOS
“Fomos competitivos acima de tudo. Marcamos forte e soubemos jogar quando precisou. Aos poucos, construímos o resultado de 3 a 0. Fizemos um grande jogo e o placar foi merecido. A gente não sente essa pressão da torcida. Jogamos contra o Bahia e tinha mais gente na Fonte Nova. Somos um time maduro e isso não nos atrapalha”, destacou. 

O JOGO 
“No segundo tempo, fomos mais incisivos. No primeiro, conseguimos fazer uma marcação boa e saímos no contra-ataque, mas não fomos efetivos lá na frente. Erramos o último passe e não finalizamos bem. Já no segundo tempo, matamos o jogo nas chances que críamos. Conseguimos colocar a bola pra dentro e esse foi o fator chave”, analisou. 

Compartilhe:

Santa Cruz é o quinto melhor visitante da Série B e João Paulo atribui ascensão ao rendimento fora de casa

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.