Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

85,8333333333333

Classifique:

Futebol Profissional

Renovações do Santa Cruz passam por valorização e agentes aproveitam "oportunidade de mercado"

Publicado: quinta-feira,3 de dezembro de 2015, às 07:45
Por: Daniel Lima

Depois da campanha histórica do Santa Cruz no Campeonato Brasileiro da Série B deste ano, quando saiu da zona de rebaixamento (18ª colocação) e entrou no grupo dos quatro mais bem colocados da competição para subir à Primeira Divisão, uma palavra que soa diariamente no Arruda é: valorização. Após o acesso e a conquista do vice-campeonato da Segunda Divisão, além do título estadual no primeiro semestre, os jogadores, o treinador e até membros da comissão técnica cobram um reconhecimento pelo fato de alcançarem o objetivo.

Essa valorização é justamente um aumento salarial, principal exigência para começar a negociar uma possível renovação contratual. Nesse caso, os empresários e agentes dos profissionais tiram proveito da situação e colocam os atletas no mercado, buscando o assédio de outros clubes. Obviamente aparecem propostas e interesses para aumentar os rumores em cima do atletas. Para o Santa Cruz, a única saída é conversar com os jogadores para tentar assinar, pelo menos, um pré-contrato de extensão de vínculo.

O próprio técnico Marcelo Martelotte afirmou que uma série de fatores envolve uma negociação, que dificilmente se tem um desfecho do dia para a noite. "Essas decisões envolvem outros aspectos que não passam só por mim ou pelo clube. A gente sabe que renovações de contratos são situações individuais e de mercado. Alguns jogadores recebem propostas de outros clubes, por conta da valorização. Não é tão simples. Não depende só da vontade do clube e do planejamento, depende da vontade dos atletas, do mercado, das propostas", encerrou.

Compartilhe:

Renovações do Santa Cruz passam por valorização e agentes aproveitam "oportunidade de mercado"

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.