Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

68,6666666666667

Classifique:

Futebol Profissional

Raio-X: confira a situação contratual de cada jogador do Santa Cruz

Publicado: sexta-feira,11 de dezembro de 2015, às 11:34
Por: Daniel Lima

Exceto o meia João Paulo, que renovou com o Santa Cruz por mais duas temporadas (2017), e o zagueiro Neris, que acertou sua permanência até o final do próximo ano, poucos jogadores do elenco têm contrato com o clube para 2016. Fora os pratas da casa - Renatinho, Walter Guimarães, Wellington Cézar e Raniel -,  o lateral direito João Carlos, com vínculo até o dia 2 de maio do ano que vem, e o atacante Grafite, contrato até 31 de julho de 2016, estão garantidos no Mais Querido. 

O restante dos atletas já está com o contrato vencido ou próximo de acabar no final deste mês. Na última segunda-feira (7), o portal CoralNET adiantou o desligamento de dez jogadores: goleiro Bruno, zagueiro Diego Sacoman, laterais Marlon e Lúcio, volantes Moradei e Bruninho, meia Emerson Santos e atacantes Nathan, Diogo Campos e Bruno Mineiro. Todos eles encerraram o vínculo com o clube e deram adeus do Arruda, onde não tiveram sucesso.

VEJA A SITUAÇÃO CONTRATUAL DO ELENCO DO SANTA CRUZ:

GOLEIROS:

Tiago Cardoso – Ídolo da história do Santa Cruz, o camisa 1 iniciou as negociações para renovar seu contrato, que acaba no final do mês de dezembro. As partes ainda não entraram em acordo, pois o goleiro pediu um vínculo mais longo com o tricolor. No Arruda desde 2011, ele viveu o renascimento do clube da Série D até a Primeira Divisão. 

Fred – Titular no começo da Série B, até Tiago Cardoso se recuperar da lesão no joelho e retornar ao posto, o goleiro acabou seu contrato no dia 30 de novembro. Além disso, ele teve uma lesão grave na reta final da Segundona, passou por cirurgia e ficou em tratamento. A diretoria não abriu nenhuma conversa de renovação e sua situação está indefinida. 

ZAGUEIROS:

Danny Morais - Foi o jogador que mais atuou pelo Santa Cruz no ano, mas também recebeu fortes críticas no momento instável do sistema defensivo. Seu contrato encerrou-se no dia 30 de novembro. Líder dentro e fora de campo, a tendência é que o zagueiro permaneça para a próxima temporada. No entanto, a diretoria não falou em renovação até o momento.

Alemão - O contrato acaba no dia 31 deste mês. A diretoria manisfestou interesse em renovar com o zagueiro titular em grande parte da Série B, mas ainda não houve desfecho. Ele está no clube desde setembro do ano passado.

Walter Guimarães - Tem contrato até 31 de janeiro de 2017. O prata da casa não foi utilizado este ano e fica na expectativa de ganhar alguma chance na temporada que está por vir.

LATERAIS:

Vítor - Contrato encerrado em 30 de novembro. O lateral direito chegou ao clube durante a Série B e logo se firmou entre os titulares. Sua experiência foi fundamental para o acesso. O camisa 2 recebeu uma proposta para renovar com o Santa, mas não agradou. Ele e o seu empresário enviaram uma contraproposta, porém os valores foram considerados fora da realidade do clube, ficando mais distante de um acerto. 

Allan Vieira - Vínculo finalizado no dia 30 de novembro. Mesmo acabando a Série B em alta e titular absoluto, a permanência do camisa 6 é uma incógnita, até porque a diretoria ainda não sinalizou nada.

João Carlos - Peça menos utilizada dos laterais. Entrou apenas em dois jogos em toda temporada, ambos contra o ABC/RN, no primeiro e no segundo turno da Série B. No entanto, mesmo com poucas oportunidades, seu contrato vai até o dia 2 de maio do próximo ano. Ele foi contratado junto ao Serra Talhada após o Campeonato Pernambucano, veio como aposta e primeiro reforço do Santa para a Segunda Divisão.

VOLANTES:

Wellington Cézar - Destaque entre os jovens das categorias de base do Santa, o garoto de 21 anos teve seu contrato renovado, até 30 de novembro de 2017, no decorrer da Segunda Divisão, quando seu futebol começou a chamar a atenção.

Bileu - Fim do contrato no dia 30 de novembro. No Santa Cruz desde o ano passado, o volante é considerado um jogador regular da equipe e até foi bem nas atuações nesta temporada. Contudo, sofreu uma lesão séria durante a Série B e acabou ficando de fora de partidas importantes. Ele segue com o futuro indefinido.

MEIAS:

Marcílio - O prata da casa é exceção entre os formados na base do Santa Cruz. Contrato só vai até o dia 31 de dezembro. Não tem tanto mercado assim porque só atuou em um jogo da Série B - mesmo que, nessa partida, tenha deixado sua marca. Recentemente, o clube anunciou a renovação com o jovem, de apenas 20 de anos de idade, até 2017. Apenas apalavrado com a diretoria, ele se recusou a assinar o contrato após pedido do seu empresário (Eduardo Maluf), gerando uma grande polêmica. 

Daniel Costa - O contrato acabou no dia 30 do mês passado, mas existe o desejo da renovação entre o armador e o Santa Cruz. Considerado o homem da bola parada, o meia desembarcou no Arruda no desenrolar da Série B e virou uma das referências do time.

Vinícius Reche - A data que acabou o seu contrato foi até curiosa: 10 de dezembro. A maioria do grupo tem vínculo que termina ou no dia 30/11 ou em 31/12. De qualquer forma, embora tenha sido um pedido do técnico Marcelo Martelotte, tem poucas chances de ficar para a Série A.

Renatinho - O cria da casa tem contrato até dezembro de 2016. O meia, enfim, pode jogar a primeira Série A de sua carreira. No Arruda há mais de seis anos, ele participou do reerguimento do clube (da Quarta Divisão à elite do futebol).

Pedro Castro - O vínculo acaba no dia 31 de dezembro. Foi contratado por indicação do ex-técnico Ricardinho e suas atuações foram um fiasco. Pouco produtivo e também sem espaço, não deve permanecer na equipe para o ano que vem.

Raniel - Está garantido até 20 de dezembro de 2017 (data final do seu contrato). Contudo, a jóia do clube, como é tratado pela diretoria e torcida, sempre despertou o interesse de outros times, mas, até agora, segue firme no Arruda. Caso saia, o Santa Cruz receberá uma compensação financeira.

ATACANTES:

Grafite - Tem contrato até o meio do próximo ano, em 31 de julho. A expectativa é que o ídolo da torcida permaneça até o final do ano para jogar a Série A inteira. O camisa 23 foi uma das maiores contratações - chegou no mês de julho - da história do clube.

Bruno Moraes - O "General" vingou e caiu nas graças da torcida coral ao marcar nove gols durante a Série B - inclusive em jogos com caráter decisivo. O contrato do centroavante encerrou no dia 30 do mês passado e a diretoria, a principio, não abriu nenhuma negociação, mas as chances são reais de renovar, até porque ele veio da Ferroviária/SP com status de aposta e correspondeu à altura.

Anderson Aquino - Artilheiro do Santa Cruz na temporada, com 13 gols, Anderson Aquino não tem mais contrato, finalizado no dia 30 de novembro. Ele acabou o ano em baixa, porém ainda tem mercado. Sua permanência é uma incógnita, já que perdeu espaço no time, sendo reserva na reta final da Série B.

Luisinho - O contrato acabou no dia 30 de novembro, mas o Santa Cruz já fez uma proposta para renovar. No entanto, o relacionamento desgastando entre a diretoria e o empresário do jogador pode melar a negociação. Ele foi peça-fundamental no esquema tático, pelo lado direito, da equipe: marcou sete gols e terminou a competição como vice-líder de assistências, com 11 passes. Chegou no decorrer da Série B, ganhou destaque e já foi assediado, inclusive, por outros clubes da Primeira Divisão.

Lelê - Assim como Luisinho, foi um jogador fundamental no acesso à Série A. Também teve seu contrato encerrado no dia 30 do mês passado. O ponta não se destacou tanto como o companheiro. Contudo, revelou ter recebido propostas de outros clubes, mas o Santa iniciou a negociação para renovar com o meia-atacante visando a próxima temporada.

Foto: CoralNET

Compartilhe:

Raio-X: confira a situação contratual de cada jogador do Santa Cruz

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.