Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

82,4

Classifique:

Futebol Profissional

Grafite minimiza fim do contrato durante a Série A: "Presidente diz que vou ficar dois, três anos"

Publicado: domingo,10 de janeiro de 2016, às 19:13
Por: Daniel Lima

O Santa Cruz precisa ficar atento em relação ao contrato do atacante Grafite, que está garantido no clube até o início do mês de julho. Em menos de seis meses, o seu vínculo será inspirado e a diretoria não pode deixar para resolver a situação de última hora. Apesar de nenhum sinalização para estender o contrato, ele encarou o fato normalmente e até brincou em tom tranquilo e descontraído.

"Toda vez que falo com o presidente (Alírio Moraes) ele diz que vou ficar por mais dois, três anos. Mas ainda não foi dito nada. Meu contrato acaba na metade da Série A. Antes, ainda tem o Pernambucano e Copa do Nordeste. Se fala muito do Brasileiro, mas os primeiros capítulos serão nas competições do início do ano", disse o jogador em coletiva de imprensa.

Uma das maiores contratações do Santa dos últimos tempos, o camisa 23 chegou ao Arruda no mês de julho do ano passado. Disputou um pouco mais da metade da Série B, marcando sete gols em 15 partidas. Experiente, o atacante é a referência da equipe e não há quem deposite confiança em seu futebol. Ainda por cima, passou por grandes times e também atuou durante nove anos no exterior.

No currículo de Grafite, que retornou para o Santa Cruz depois de 13 anos, os seguintes clubes: Matonense/SP, Ferroviária/SP, Grêmio/RS, Anyang Cheetahs, da Coréia, Goiás/GO, São Paulo/SP, Le Mans, da França, Wolfsburg, da Alemanha e Al-Ahli, dos Emirados Árabes. Também defendeu a Seleção Brasileira, na época que o técnico Parreira comandava a Canarinha, sendo convocado para a Copa do Mundo, em 2010.

Compartilhe:

Grafite minimiza fim do contrato durante a Série A: "Presidente diz que vou ficar dois, três anos"

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.