Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

44,1428571428571

Classifique:

Futebol Profissional

Lelê questiona vaias recebidas e aposta em volta de aplausos com vitórias

Publicado: segunda-feira,15 de fevereiro de 2016, às 19:39
Por: Daniel Lima

Ao ser substituído durante o segundo tempo nos últimos dois jogos, contra o América e diante do Bahia/BA, Lelê escutou as vaias de grande parte da torcida voltadas para ele após sair do gramado e se dirigir ao banco de reservas. Sobre essa "perseguição", o meia-atacante ficou chateado com o comportamento dos torcedores, mas disse que a situação precisa ser encarada normalmente no futebol. Apesar do questionamento, ele destacou que só as vitórias mudarão o comportamento dos fãs corais.

"É complicado falar desse tipo de coisa. Acredito que ao final do jogo é mais natural entender essa situação de vaias e aplausos. No fim da partida, acaba sendo válido. O que me incomoda um pouco é quando a bola está rolando. Acredito que, quando os resultados positivos chegarem, eles (torcedores) vão aplaudir", argumentou.

Apesar da grande expectativa para o primeiro Clássico das Multidões, no próximo domingo (21), na Ilha do Retiro, o meia Lelê afirmou que é preciso separar as competições. Para ele, o time precisa continuar centrado na Copa do Nordeste, já que o objetivo é buscar a primeira vitória na torneio regional, nesta quarta-feira (17), diante do Confiança/SE, em Aracaju. Porém, deixou claro que existe uma ansiedade para enfrentar Sport Recife, pela 4ª rodada do estadual.

CONFIANÇA/SE
"Não tem como deixar de pensar no domingo, mas precisamos encarar jogo a jogo. Por mais que seja um clássico, primeiro temos que focar no Confiança, pois só a vitória nos interessa. Antes, é buscar os três pontos na Copa do Nordeste e depois podemos pensar no Sport", declarou.

Foto: CoralNET

Compartilhe:

Lelê questiona vaias recebidas e aposta em volta de aplausos com vitórias

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.