Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

68,6666666666667

Classifique:

Futebol Profissional

Bola aérea vira arma do Santa Cruz para surpreender os adversários

Publicado: sábado,20 de fevereiro de 2016, às 10:45
Por: Daniel Lima

O jogo aéreo tem sido uma das armas do Santa Cruz no início da temporada. Se não fosse a falta de sorte contra o Bahia/BA, na estreia da Copa do Nordeste, seriam quatro gols marcados de cabeça, por coincidência todos eles protagonizados por Alemão. O gol do zagueiro estava maduro e, enfim, saiu na vitória por 2 a 0 sobre o Confiança/SE, na Arena Batistão.

Depois de cabecear duas bolas na trave e também ter um gol anulado, diante do Bahia/BA, o defensor espantou a maré de azar e balançou as redes pela primeira vez no ano. Alemão
aproveitou a cobrança de falta do atacante Wallyson, e, de cabeça, mandou a bola para o fundo das redes, sacramentando a primeira vitória do Santa no Nordestão. Anteriormente, o técnico Marcelo Martelotte elogiou a capacidade da dupla de zaga titular na bola pelo alto. E não deixou de lamentar o fato de Alemão ficar no quase.

"Tanto Alemão quanto Danny (Morais) são dois jogadores altos e a bola parada é fundamental. Eles cabeceiam bem e a participação deles nesse tipo de jogada é importante. Provam que são fortes e têm qualidade no jogo aéreo", destacou.

O que também facilita a vida de Alemão e Danny Morais é a boa estatura. O primeiro deles tem 1,90m, enquanto o outro, 1,88m. Ambos têm praticamente a mesma altura e esse atributo se transforma num diferencial. Apesar deles ainda não terem marcado nenhum gol de cabeça nesta temporada, o jogo aéreo do Santa Cruz passa a ser trunfo durante os jogos.

Foto: CoralNET

Compartilhe:

Bola aérea vira arma do Santa Cruz para surpreender os adversários

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.