Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

34,3333333333333

Classifique:

Futebol Profissional

No Santa Cruz, Martelotte rechaça pressão, mas diz que torcedor é passional

Publicado: quarta-feira,24 de fevereiro de 2016, às 16:58
Por: Daniel Lima

Depois da derrota para o Sport Recife, na Ilha do Retiro, o técnico Marcelo Martelotte afirmou que os tropeços nos clássicos não prejudicam seu trabalho no Santa Cruz. Logo, não se vê pressionado no cargo. Para ele, a cobrança por vitórias faz parte do futebol e lembrou que a torcida é movida pela paixão.

"A questão da pressão depende muito de como você encara isso. O torcedor é passional. Se eu falar aqui que no jogo do acesso no ano passado, em Itu, tinha gente reclamando atrás
do banco... Ali vínhamos numa sequência de vitórias e só dependíamos de nós para subirmos. Agora, essa realidade (de pressão) precisa ser encarada com tranquilidade por quem trabalha nesse meio. O que está sendo feito vai além da análise dos resultados", rechaçou.

Bastaram seis jogos na temporada para a expectativa do Santa Cruz largar na frente dos adversários ir por água abaixo. Todos apostavam num início avassalador do time nas competições, já que a base da equipe do ano passado foi mantida. Mesmo tendo exaltado a espinha dorsal antes do começo dos campeonatos, o técnico Marcelo Martelote tinha consciência que dentro de campo as coisas não seriam tão simples quanto a torcida imaginava.

"Primeiro, não existe automatismo no futebol. Quem apostou que o Santa era favorito por ter mantido a base, errou. No futebol não existe certeza.  O ano de 2015 terminou no dia 29 de novembro e começamos a pré-temporada no dia 6 de janeiro. Passamos um período parado, quase dois meses, e não podíamos esperar que o mesmo rendimento do ano passado fosse repetido no início desta temporada", pontuou.

Compartilhe:

No Santa Cruz, Martelotte rechaça pressão, mas diz que torcedor é passional

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.