Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

38,625

Classifique:

Futebol Profissional

Com semana cheia, Santa Cruz tenta recuperar autoestima e estabilidade para sair do Z4

Publicado: terça-feira,5 de julho de 2016, às 08:18
Por: Redação CoralNET

Sem saber o que é vencer há cinco jogos e na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro da Série A, os tricolores passam por um momento turbulento na competição nacional. Até o próximo jogo, contra o Internacional/RS, no Arruda, o Santa Cruz tem uma semana livre para treinar e recuperar os jogadores. Para o técnico Milton Mendes, o tempo disponível será essencial para readquirir a autoestima do elenco e corrigir as falhas cometidas nas últimas partidas.  

"Precisamos que a nossa autoestima volte logo porque o rolo compressor passa por cima e não olha para trás. Nós somos todos homens. Precisamos admitir o que fizemos de errado. A verdade é que o Campeonato Brasileiro não tem brincadeira. Não temos tempo para parar. Nós temos que bater no peito e assumir a nossa responsabilidade. Todos nós", declarou o comandante coral. 

Dos últimos nove jogos, o Santa perdeu oito deles e o treinador Milton Mendes começou a ter seu trabalho questionado por parte da torcida tricolor. Porém, ele afirmou que segue firme no comando e descartou entregar o cargo. “Estou na quinta derrota seguida, mas tenho estabilidade no clube. A estabilidade dentro do clube e do grupo é boa. Mas precisamos do algo a mais. Muitas vezes, uma palavra que toque o jogador. Sabemos que todos estão sofrendo”, argumentou. 

Mesmo diante da má fase, o técnico disse continuar estimulado para inverter a situação e manter o clube na elite do futebol brasileiro. “Estou motivado e posso seguir em frente. Infelizmente, as cosias não estão acontecendo. Rapidamente vamos recuperar”, finalizou. 

Compartilhe:

Com semana cheia, Santa Cruz tenta recuperar autoestima e estabilidade para sair do Z4

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.