Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

68,6666666666667

Classifique:

Futebol Profissional

Contra o Vitória, Santa Cruz busca quebrar tabu histórico no Barradão

Publicado: sábado,13 de agosto de 2016, às 15:06
Por: Messias Amorim

Não é novidade a dificuldade que o Santa Cruz enfrenta quando atua fora de casa nesta Série A. Até aqui, o Tricolor Pernambucano conseguiu apenas uma vitória jogando longe do Arruda – em cima do América/MG, por 3 a 0, no dia 17 de julho, pela 15ª rodada.  Em nove partidas como visitante, os corais acumulam cinco derrotas, três empates e uma vitória e têm um aproveitamento de 22,2%. Contra o Vitória/BA, neste domingo (14), às 16h, no Barradão, o desafio não será apenas vencer em território inimigo, mas também quebrar um tabu histórico para ter a chance de sair da zona do rebaixamento.

O time coral, que está na 19ª colocação (vice-lanterna), com 18 pontos, nunca venceu o rubro-negro jogando em solo baiano. Em 12 jogos disputados entre Série A, Série B e Copa do Nordeste, o Vitória/BA conseguiu 11 triunfos. Ou seja, um aproveitamento de 92%. Em apenas uma partida o Santa Cruz conseguiu o empate.

No histórico geral do embate, pernambucanos e baianos se enfrentaram 30 vezes. São 14 vitórias para o Leão e sete empates. O Santa se deu bem por nove vezes. Nos dois últimos jogos, vantagem coral. Na última rodada da Série B, em 2015, os tricolores venceram por 3 a 1 e ficaram com o vice-campeonato, e na partida de estreia da Série A deste ano, o time baiano foi goleado por 4 a 1. Os dois confrontos foram no Arruda.

A provável escalação do Santa Cruz para encarar o Vitória/BA é: Tiago Cardoso; Léo Moura, Luan Peres (Wellington), Danny Morais e Tiago Costa; Derley (Uillian Correia), Danilo Pires e João Paulo; Arthur (Jadson), Keno e Grafite.

Foto: CoralNET

Compartilhe:

Contra o Vitória, Santa Cruz busca quebrar tabu histórico no Barradão

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.