Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

34,3333333333333

Classifique:

Futebol Profissional

Desatenção do Santa Cruz nos minutos finais das partidas vira problema repetitivo

Publicado: sexta-feira,23 de setembro de 2016, às 09:31
Por: Daniel Lima

Sofrer gol no fim do jogo é um problema recorrente da equipe comandada pelo técnico Doriva. Os números por si só mostram a falta de atenção do Santa Cruz nos minutos finais da partida. Nos últimos cinco confrontos, a defesa tricolor foi vazada depois dos 40 minutos do segundo tempo em quatro ocasiões. Inclusive, contra o Independiente Medellín-COL, pela Copa Sul-Americana, as redes do time coral voltaram a ser balançadas no apagar das luzes. 

No duelo contra a Chapecoense/SC, na Arena de Pernambuco, o Santa vencia por 2 a 1 até os 41 minutos do segundo tempo, quando o atacante Bruno Rangel, de pênalti, deixou tudo igual e tirou os três pontos dos tricolores no Campeonato Brasileiro da Série A. No Clássico das Multidões, na Ilha do Retiro, o problema se repetiu e ainda por cima de uma forma drástica. Os tricolores empatavam em 3 a 3 com o Sport Recife, mas depois dos 40 minutos o rival marcou dois gols e venceu pelo placar de 5 a 3, em jogo válido pela Primeira Divisão. 

Já contra o Atlético-PR, no Arruda, a situação foi inversa. O jogo estava 0 a 0, mas aos 45 minutos do segundo tempo o atacante Bruno Moraes marcou o gol e decretou a vitória coral por 1 a 0. Na rodada seguinte, diante do Santos/SP, os tricolores foram buscar o empate aos 40 minutos da etapa complementar, mas no lance seguinte (aos 41 minutos) o meia Vítor Bueno balançou as redes e derrotou o Santa Cruz por 3 a 2, no estádio Pacaembu. 

Nas coletivas, os jogadores corais sempre batem na mesma tecla: “ficar atento aos detalhes e não se desligar durante os 90 minutos da partida”. E depois da derrota para o Independiente Medellín-COL, o zagueiro Danny Morais cobrou atenção redobrada contra o Figueirense/SC, no próximo domingo (25), em Santa Catarina. 

“Temos de retomar o nível de atuação que estamos mostrando na Série A. Isso foi unânime e, contra o Santos, jogamos bem, mas perdemos no final. Não podemos nos desligar do jogo senão vamos ser castigados. Mas temos de manter o nível”, declarou o defensor. 

Gols sofridos no fim da partida:

Santa Cruz 2 x 2 Chapecoense (Arena de Pernambuco)
Kempes (27’ do 1º tempo)
Bruno Rangel (41’ do 2º tempo)

Sport 5 x 3 Santa Cruz (Ilha do Retiro)
Durval (7’ do 2º tempo)
Rodney Wallace (24’ do 2º tempo)
Ruiz (34’ do 2º tempo)
Vinícius Araújo (44’ do 2º tempo)
Éverton Felipe (46’ do 2º tempo)

Santos 3 x 2 Santa Cruz (Pacaembu)
Copete (aos 5’ do 1º tempo)
Jean Mota (aos 25’ do 2º tempo)
Victor Bueno (aos 41’ do 2º tempo)

Independiente Medellín-COL 2 x 0 Santa Cruz (no Atanasio Girardo) 
Hechalar (aos 38’ do 1º tempo)
Cortez (aos 42’ do 1º tempo)

Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Compartilhe:

Desatenção do Santa Cruz nos minutos finais das partidas vira problema repetitivo

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.