Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

25,75

Classifique:

Futebol Profissional

Em situação delicada no Santa Cruz, Doriva não crava sua permanência na próxima temporada

Publicado: segunda-feira,3 de outubro de 2016, às 11:58
Por: Messias Amorim

Contratado após a demissão de Milton Mendes, o técnico Doriva chegou com a dura missão de livrar o Santa Cruz do rebaixamento, no Brasileirão. Até aqui, o retrospecto não é muito animador. Em 11 jogos (quatro pela Copa Sul-Americana) sob o seu comando, o Tricolor do Arruda venceu apenas três, empatou dois e saiu derrotado em seis ocasiões. Um baixo aproveitamento de 33,3%.

Enfrentando situações delicadas no Tricolor Pernambucano, como limitação do elenco e salários atrasados, o treinador não cravou sua permanência no clube para a próxima temporada. Ele disse que ainda não houve essa conversa com a diretoria e que está focado para ajudar o Santa até dezembro, quando termina o seu contrato. Segundo Doriva, após o fim da temporada é que haverá uma conversa sobre a continuidade (ou não) do seu trabalho no Santa Cruz.

“Sinceramente, ainda não conversamos sobre isso (permanência no clube). Estou muito focado para ajudar o Santa Cruz até dezembro e, se possível, conseguir se manter na Série A, que é o que a gente ambiciona. Depois disso a gente senta, conversa e vê o que é melhor”, revelou o comandante coral.

Doriva também afirmou que está feliz no Santa Cruz - apesar dos problemas que o clube enfrenta, e reconhece o esforço da diretoria para resolvê-los. “A verdade é uma só: estou muito feliz aqui. Estou fazendo meu trabalho num ambiente muito bom, em um clube que me recebeu muito bem. Sabemos que existem muitos problemas, mas que não há falta de vontade para resolvê-los”, ressaltou.

Dorival Guidoni Junior teve grade destaque na carreira como jogador, acumulando passagens por clubes como São Paulo e Atlético-MG no Brasil e pelo futebol português, espanhol, italiano e inglês, além de atuar também na Seleção Brasileira, onde participou da Copa do Mundo da França, em 1998. Como treinador, assumiu o Ituano em 2014 e conquistou o título de campeão paulista. No mesmo ano, assumiu o Atlético/PR. Em 2015, foi campeão carioca com Vasco da Gama e, em seguida, assumiu o Bahia, onde foi demitido após ser eliminado da Copa do Nordeste, pelo próprio Santa Cruz.

Compartilhe:

Em situação delicada no Santa Cruz, Doriva não crava sua permanência na próxima temporada

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.