Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

34,3333333333333

Classifique:

Futebol Profissional

Após sofrer 17ª derrota na Série A, jogadores do Santa rejeitam jogar a toalha

Publicado: terça-feira,4 de outubro de 2016, às 10:01
Por: Daniel Lima

Não faltou empenho e luta dentro de campo dos jogadores corais, mas novamente o Santa Cruz saiu derrotado pela 17ª vez no Campeonato Brasileiro da Série A. Desta vez, perdeu para o líder Palmeiras/SP pelo placa de 3 a 2, no estádio do Arruda, em jogo válido pela 28ª rodada. A dez jogos para o fim da competição, o cenário dos tricolores, que ocupam a vice-lanterna (19ª colocação) e estão a nove pontos do Cruzeiro/MG, primeiro time fora da zona de rebaixamento, é praticamente irreversível. 

Para livrar a queda, o Santa precisa dobrar a sua atual pontuação – 23 pontos – nas dez rodadas restantes. Ou seja, necessita de um aproveitamento de 76,6% para chegar aos 46 pontos e acabar matematicamente com as chances de ser rebaixado. Apesar da missão dificílima, os atletas corais voltaram a adotar o discurso de que não vão jogar a tolha enquanto existir a possibilidade de permanência. 

João Paulo: “A gente teve poder de reação em duas oportunidades no jogo, chegando a empatar, e temos a consciência que fizemos um bom jogo. É seguir lutando e jamais jogar a toalha”, declarou o camisa 10. 

Danny Morais: “Os resultados não estão vindo, mas vamos continuar tentando, mostrando a nossa força e a nossa raça”, disse o zagueiro coral. 

Derley: “A nossa equipe jogou bem, lutou. Enfrentamos um Palmeiras, que é uma grande equipe, que não é líder à toa. Se jogássemos sempre assim ou como foi contra o (Independiente) Medellín aqui no Arruda (vitória por 3 a 1, na Copa Sul-Americana), não estávamos nesta situação. É não desistir e jogar pela dignidade. Vamos fazer isso até o final”, encerrou. 

Foto: CoralNET

Compartilhe:

Após sofrer 17ª derrota na Série A, jogadores do Santa rejeitam jogar a toalha

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.