Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

29,4285714285714

Classifique:

Futebol Profissional

Com direito de vitrine de Neris, Santa Cruz tem preferência por renovação do zagueiro para 2017

Publicado: quarta-feira,26 de outubro de 2016, às 06:33
Por: Daniel Lima

Um dos destaques do Santa Cruz na temporada deste ano, Neris só tem contrato com o clube até o fim do Campeonato Brasileiro da Série A. Apesar do time coral ser o dono da defesa mais vazada da competição nacional, o zagueiro conseguiu fazer partidas seguras e por isso o desejo da diretoria coral é estender o vínculo com o jogador para o ano de 2017. Se já existe negociação ou não, o vice-presidente Constantino Júnior não deu detalhes, mas garantiu que, hoje, a preferência para a renovação é dos tricolores.  

Segundo o dirigente, o contrato de Neris com o Santa é parecido com o de Keno (emprestado pelo São José-RS e com uma cláusula que destina 30% do valor da sua próxima venda ao tricolor). Ou seja, caso o zagueiro de 24 anos seja vendido, o clube coral ganharia uma porcentagem de direito de vitrine. 

“Existe uma preferência (de renovação) para o Santa Cruz. O Santa Cruz já demonstrou interesse na sua permanência e os seus procuradores estão cientes disso. Mas, caso ele seja negociado, o Santa tem o direito de 20% ou 25%”, revelou Constantino Júnior. 

Neris foi contratado pelo Santa Cruz em 2015 junto ao Metropolitano-SC. No ano passado, teve poucas chances e quando se firmou no time titular acabou se machucando, perdendo espaço. Este ano, sob o comando de Milton Mendes, virou titular absoluto e conquistou o Campeonato Pernambucano e a Copa do Nordeste. Na Série A, jogou 18 das 32 rodadas, todas elas como titular. Em toda a temporada, foram 34 partidas. 

Foto: CoralNET

Compartilhe:

Com direito de vitrine de Neris, Santa Cruz tem preferência por renovação do zagueiro para 2017

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.