Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

44,1428571428571

Classifique:

Futebol Profissional

Vice-presidente coral admite admite erro nas contratações

Publicado: domingo,6 de novembro de 2016, às 12:20
Por: Daniel Lima

Não tem como negar que o Santa Cruz errou nas contratações para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série A. Se não bastasse o orçamento financeiro limitado, a diretoria acreditou em algumas contratações realizadas na temporadal. A direção bancou os reforços, que estiveram longe de agradar. Só em 2016 foram 29 jogadores contratados, sendo 16 deles para a Primeira Divisão. 

“Ficamos reféns do treinador. Isso é uma grande lição que ficou pra gente. Às vezes, você acredita no jogador indicado, mas ele chega no clube e é diferente do que você esperava. Por isso tem que ter critério por mais que o treinador seja credenciado para indicar atleta”, declarou o vice-presidente Constantino Júnior.  

Tininho reconheceu a falha na montagem do elenco, mas ponderou sobre a relação entre direção e treinador na escolha da contratação. Para ele, a melhor saída para evitar esse tipo de erro é qualificar o departamento de análise de desempenho do clube. “É natural. Isso é uma questão de concordância. Ele (o técnico) convence e mostra a importância daquele atleta. Quando mais referência você tiver, menos você precisa fica refém. Por isso é importante essa maturidade do departamento de análise de desempenho para avaliar os critérios da contratação”, argumentou. 

Por outro lado, o dirigente coral disse que essa questão do reforço dar certo ou não no time é algo relativo. Porém, frisou a importância de continuar investindo na análise de desempenho para minimizar os erros. “Mas às vezes é uma situação pessoal. Temos inúmeros casos de jogadores que jogaram bem num time e não foram bem em outro. Depende de estilo de jogo. Quanto mais dados e informações, menor a chance de errar. Então é importante usar as ferramentas para minimizar esse risco e não ficar na situação de estar na mão de ninguém. É importante amadurecer esse lado para errar menos”, afirmou Constantino Júnior. 

O Santa Cruz enfrentou sérios problemas na busca de reforços no mercado. Devido à dificuldade financeira, a direção acabou contratando jogadores que estavam no plano C. “Arrepender-se depois é fácil. Até porque alguns jogadores chegaram numa circunstância e sentiram a pressão. A gente sabe disso. Às vezes, o jogador até treina bem, mas quando tem pressão ele diminui. Puxa o freio de mão. Isso é natural do futebol. A situação financeira também atrapalhou. Tínhamos que competir contra equipes com recursos bem maiores. Não poderia ser primeira ou segunda opção, pesou o lado financeiro”, pontuou o vice-presidente coral. 

Foto: CoralNET

Compartilhe:

Vice-presidente coral admite admite erro nas contratações

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.