Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

68,6666666666667

Classifique:

Futebol Profissional

Solidariedade: jogadores do Santa Cruz ajudam funcionários com dinheiro e doações

Publicado: terça-feira,15 de novembro de 2016, às 11:42
Por: Daniel Lima

A direção do Santa Cruz havia prometido, na última sexta-feira, distribuir vales para os funcionários que não recebem salários há cinco meses. Mas o paliativo de R$ 500 para cada trabalhador não foi pago. Por dentro do assunto, o atacante Grafite voltou a lamentar a situação financeira do clube e até revelou que sempre procura conversar com o presidente Alírio Moraes para saber o posicionamento da diretoria em relação aos débitos.

"É difícil. A gente procura passar orientações. Na sexta-feira, prometeram um vale para o pessoal. Liguei para Alírio (Moraes) e conversei com ele. Já tinha uma negociação certa com um investidor, que ia entrar com esse dinheiro na sexta-feira. De última hora teve um imprevisto e o dinheiro não entrou na conta do clube", contou.

Para Grafite, pagar a folha salarial dos funcionários é mais importante do que a do elenco. Além dos cinco meses de salários atrasados dos funcionários, os jogadores estão há dois meses sem receber. O atacante ainda disse que essa é a situação mais complicada que passou em toda sua carreira.

"É difícil chegar para trabalhar, estacionar o carro e ver os funcionários abatidos. É complicado para a direção do clube. Eu acho que a folha (de pagamento) dos funcionários é mais importante que a dos jogadores. É uma folha menor e são pessoas que precisam mais. Sei que a diretoria busca recursos e quer desbloquear as cotas. O esforço é grande. Eu já passei por situações complicadas no próprio Santa, no Grêmio. Mas essa é a pior", declarou.

Assim como o zagueiro Danny Morais, o atacante Grafite é um dos atletas do elenco que mais ajudam os funcionários com dinheiro ou doações para amenizar a crise dentro do Arruda. "Nesses últimos dois dias, fizemos um rateio no vestiário e com a cotinha conseguimos organizar um café da manhã. Antes, eu estava andando com um monte de cestas básicas no carro para ajudar eles. Danny Morais, que tem uma condição melhor, também procura ajudar", disse o camisa 23.

Caso parte dos salários não seja paga até a próxima quarta-feira (16), os trabalhadores do clube prometem fazer uma nova greve se a situação não for minimamente solucionada.

Compartilhe:

Solidariedade: jogadores do Santa Cruz ajudam funcionários com dinheiro e doações

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.