Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

20,6

Classifique:

Futebol Profissional

Do topo ao rebaixamento: marcas negativas acompanham queda do Santa Cruz

Publicado: terça-feira,13 de dezembro de 2016, às 20:38
Por: Daniel Lima

As estatísticas por si só mostram por que o Santa Cruz merecia o rebaixamento. A campanha frustrante no Campeonato Brasileiro da Série A tornou o fim de ano do clube melancólico. Os problemas tanto dentro como fora de campo refletiram na queda brusca do time coral, que chegou a liderar por duas rodadas seguidas no início da competição, mas depois caiu drasticamente na tabela de classificação, terminando na vice-lanterna (19ª colocação), com 31 pontos conquistados em 38 jogos disputados. 

Defesa mais vazada

Parece até que o Santa jogou a Série A “sem defesa e goleiro”. Foi uma chuva de gols sofridos na competição. Ao todo, a equipe tricolor tomou 69 tentos em 38 jogos e teve a zaga mais vazada da Primeira Divisão. Além dos erros cometidos pelo sistema defensivo, o goleiro Tiago Cardoso viveu o seu pior ano no clube e coincidiu com uma série de falhas em várias partidas do campeonato. 

Pior mandante

O Santa Cruz foi o dono da pior campanha como mandante entre os 20 clubes da Série A. Em 19 jogos, apenas dois deles não aconteceram no estádio do Arruda, foram sete vitórias, dois empates e dez derrotas, com um aproveitamento de apenas 40,35%.  

Pior do returno  

O pífio desempenho no returno do Campeonato Brasileiro da Série A selou o rebaixamento do Santa à Segunda Divisão. Os tricolores encerraram o primeiro turno da competição já na zona de rebaixamento, com 18 pontos dos 57 disputados.  No segundo turno, o que estava ruim ficou ainda pior. O clube conseguiu apenas somar 13 pontos – três vitórias, quatro empates e 12 derrotas – e matematicamente teve a queda decretada com três rodadas de antecedência. 

Mau visitante 

A campanha dos corais fora de casa ainda foi menos ruim do que a de mandante. Com apenas 14,04% de aproveitamento, o Santa Cruz foi o 18ª pior visitante da Série A (uma vitória, cinco empates e 13 derrotas, em 19 jogos), ficando à frente só dos também rebaixados Figueirense-SC e América-MG, respectivamente.

Compartilhe:

Do topo ao rebaixamento: marcas negativas acompanham queda do Santa Cruz

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.