Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

51,5

Classifique:

Futebol Profissional

De ex-jogador a auxiliar técnico de Parreira: a trajetória de Eutrópio até virar treinador

Publicado: quinta-feira,15 de dezembro de 2016, às 07:58
Por: Daniel Lima

Os primeiros passos de Vinícius Eutrópio no futebol foram como jogador. Durante 16 anos (de 1984 até 2000), atuou como volante e curiosamente começou  e encerrou a carreira no Náutico como capitão, aos 33 anos. Na mesmo época em que pendurou as chuteiras, virou auxiliar técnico do Timbu, que era comandado por Arthur Neto. Depois, tornou-se coordenador técnico do Atlético-PR (2000-2006) e antes de sair para a mesma função no Fluminense-RJ foi interino no Furacão.

Em 2009, Eutrópio foi auxiliar técnico de Carlos Alberto Parreira no Fluminense-RJ e chegou a ser efetivado como treinador. Na Copa do Mundo de 2010, pela seleção da África do Sul, também esteve ao lado do campeão do tetra como pupilo do comandante. Ele também já foi durante muito tempo assistente técnico de nomes de peso como Lottar Matthaus, Joel Santana, Evaristo de Macedo e Antônio Lopes.

Como treinador, Vinícius Eutrópio acumula passagens ainda por mais nove times: Ituano-SP, Grêmio Barueri-SP, o português Estoril, Duque de Caxias-RJ, América-MG, ASA-AL, Figueirense-SC (duas vezes), Al Ittihad (dos Emirados Árabes) e Chapecoense-SC. O novo técnico do Santa Cruz tem 50 anos e estava desempregado há cinco meses, já que o último trabalho foi na Série A deste ano (até a 14ª rodada) pelo Figueirense-SC. Ele deixou o clube na zona de rebaixamento (17ª colocação), com apenas 15 pontos. 

As conquistas do profissional se concentram em Santa Catarina. Antes de ser técnico, foi campeão estadual como jogador duas vezes do Campeonato Catarinense: 1989, pelo Criciúma-SC; 1996, pelo Figueirense-SC. Como técnico, conquistou o acesso à Série A em 2013 pelo Figueira e em 2014 voltou a ser campeão estadual.

Compartilhe:

De ex-jogador a auxiliar técnico de Parreira: a trajetória de Eutrópio até virar treinador

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.