Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

20,6

Classifique:

Futebol Profissional

Saída de Renatinho fecha ciclo da geração campeã de pratas da casa do Santa com pouco retorno financeiro

Publicado: sexta-feira,23 de dezembro de 2016, às 10:24
Por: Daniel Lima

A saída de Renatinho marca o fim da geração de pratas da casa que ajudaram a reerguer o Santa Cruz no cenário do futebol brasileiro com títulos e acessos. Ele era o último jogador da safra que surgiu em 2011, composta por Everton Sena, Nininho, Memo, Natan, Jefferson Maranhão e Gilberto. Todos eles tiveram uma trajetória positiva, mas apenas um deu retorno financeiro aos cofres do clube. Muito pouco para quem recorreu fortemente aos talentos das divisões de base.

Apenas Gilberto gerou receita ao Santa. Em 2011, o atacante foi vendido para o Internacional-RS por R$ 2 milhões - uma das transações mais milionárias do futebol pernambucano - após se destacar no estadual daquele ano.  O time gaúcho comprou 70% dos direitos econômicos do atleta e venceu a disputa com o Corinthians-SP pela contratação.

Os pratas da casa que fizeram parte da geração tricampeã do Campeonato Pernambucano foram Everton Sena, Natan, Renatinho e Jefferson Maranhão. Os quatro das categorias de base entraram na história do soerguimento do Santa Cruz.

Por onde andam?
Everton Sena (25 anos) - contratado recentemente pelo Goiás-GO para a temporada de 2017;
Nininho (24 anos) - estava emprestado ao Boa Esporte-MG e retorna para o Santa Cruz em 2017;
Memo (28 anos) - joga na Índia, no Delhi Dynamos;
Natan (26 anos) - desde o ano passado defende o modesto Cuiabá-MT;
Jefferson Maranhão (23 anos) - atuando no exterior no Acharnaikos, da Grécia;
Gilberto (27 anos) - está no São Paulo e disputou o Campeonato Brasileiro da Série A deste ano pelo clube paulista.

Foto: CoralNET

Compartilhe:

Saída de Renatinho fecha ciclo da geração campeã de pratas da casa do Santa com pouco retorno financeiro

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.