Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

88,2857142857143

Classifique:

Futebol Profissional

Eutrópio tem carta branca da direção e assume função de “executivo” para montar elenco

Publicado: segunda-feira,16 de janeiro de 2017, às 14:12
Por: Daniel Lima

A função de Vinícius Eutrópio no Santa Cruz vai além de ser treinador. Se dentro de campo ele tem o dever de treinar seu elenco e escalar o melhor time, fora dele exerce quase o papel de "executivo de futebol". Paralelamente ao trabalho de campo, o técnico coral tem ajudado a diretoria nas contratações dos reforços. Ele entra em contato com empresários e ainda tenta convencer os jogadores a defender o clube na temporada de 2017.

Sobre participar ativamente das negociações, Eutrópio encara a situação com naturalidade. Inclusive, ele ganhou carta branca da direção do Santa para montar o elenco. Apesar da liberdade, ressaltou que todas as decisões estão sendo tomadas em conjunto.

"Isso é natural de todos os treinadores hoje. O técnico não pode se apegar em só dar treino em campo. Ele tem que saber as dificuldades do time e trabalhar junto com a diretoria. Quem decide não é só eu. Todas as contratações podem ter o aval de um ou de outro, mas elas são decididas junto com a direção e a comissão técnica. Estou tomando a frente de uma forma natural, nada por imposição, mas as coisas precisam ser ágeis nesse momento", disse.

Ao chegar ao Santa Cruz no fim do ano passado, no dia 19 de dezembro, Vinícius Eutrópio tinha desafios pela frente. A primeira dificuldade é que o treinador encontrou um clube em processo de inteira reformulação, a começar pela mudança significativa do elenco. Sendo assim, ele precisou remontar uma equipe a partir do pouco que ficou da última temporada. Além disso, com escassos recursos financeiros, tinha que trabalhar com jogadores dentro do orçamento e com muitos atletas da base.

"Quando cheguei aqui o momento era muito mais difícil do que hoje. Era uma equipe totalmente desmontada e que vinha num processo desgastante por conta do rebaixamento. Na verdade, estava todo mundo de ressaca ainda. A primeira reunião foi difícil, mas mesmo assim as pessoas estavam entusiasmadas e criamos critérios. Dentro desses objetivos, estabelecemos entre 13 e 15 prioridades e estamos correndo em cima disso. Tudo tem sido feito dentro da realidade do clube. Sempre respeitando a questão financeira Aos poucos as coisas vão se encaixando, mas eu estou satisfeito justamente pelo curto espaço de tempo e pelo cenário que eu encontrei", pontuou.

Compartilhe:

Eutrópio tem carta branca da direção e assume função de “executivo” para montar elenco

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.