Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

68,6666666666667

Classifique:

Futebol Profissional

Léo Costa rejeita status de jogador mais importante do Santa Cruz para o início da temporada

Publicado: sábado,28 de janeiro de 2017, às 14:40
Por: Daniel Lima

Não dá para negar que Léo Costa é o destaque do Santa Cruz neste início de temporada. Mal chegou ao clube e já marcou dois gols com a camisa coral. Balançou as redes na vitória sobre o Paysandu-PA, na conquista da Taça Asa Branca, e no empate em 1 a 1 contra o Campinense-PB, pela estreia da Copa do Nordeste, repetiu a dose. Mesmo começando o ano com moral, o meia prefere não ser considerado o principal jogador do elenco e divide as responsabilidades com seus companheiros. 

“Todos aqui têm uma função a desempenhar. Estou tentando desempenhar a minha da melhor maneira possível. Não me considero o mais importante. Considero importante como todos do time são”, declarou. 

Apesar dos gols marcados, Léo Costa lembra que a sua função é armar as jogadas e servir os atacantes. No entanto, ele já foi artilheiro do Campeonato Paulista de 2014, quando fez nove gols pelo Rio Claro-SP. "A minha função não é fazer gols, porque eu não sou centroavante de ofício, sou um meio-campo. Os gols estão saindo, mas volto a dizer que a minha principal função é dar passes. Espero continuar com essa média, que é uma coisa muito difícil”, ponderou.

LIBERDADE
“Vinícius Eutrópio fala que a gente, do meio para a frente, é livre. Ele passa a parte tática dele e, com a bola nos pés, a gente tem que fazer a nossa função. Dá muita liberdade para mim e para o (Thiago) Primão, porque o Everton (Santos) é um jogador de mais profundidade. Creio que isso aí vem dando certo”, encerrou o meio campista coral. 

Foto: CoralNET

Compartilhe:

Léo Costa rejeita status de jogador mais importante do Santa Cruz para o início da temporada

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.