Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

91,5555555555555

Classifique:

Futebol Profissional

Constantino Júnior detona a arbitragem do clássico: “O Santa Cruz foi claramente prejudicado”

Publicado: sábado,18 de fevereiro de 2017, às 18:58
Por: Daniel Lima

Após o apito final do primeiro Clássico das Multidões da temporada, o vice-presidente Constantino Júnior rasgou o verbo e criticou a arbitragem de Sebastião Rufino Filho. Para ele, o Santa Cruz foi prejudicado no empate em 1 a 1 com o Sport Recife, neste sábado (18), no estádio do Arruda, pela quarta rodada do Hexagonal do Título do Campeonato Pernambucano.  

Na visão do dirigente coral, o árbitro do jogo estava confuso e errou em não expulsar o atacante Leandro Pereira, que agrediu o zagueiro Jaime logo no primeiro lance do clássico e só recebeu um cartão amarelo. Outra contestação foi o lance envolvendo Halef Pitbull. O atacante foi derrubado por Magrão, mas a arbitragem invalidou a falta, marcou o impedimento e evitou que o goleiro adversário fosse expulso por ser o último homem.  

“A gente lamenta a arbitragem. Foi infeliz demais hoje. A palavra é essa. Não expulsou Leandro (Pereira) e nem Magrão. O Santa Cruz foi claramente prejudicado. Eles tinham que ter humildade para reconhecer o erro. Precisam se desculpar perante a opinião pública e a torcida do Santa Cruz”, disparou o vice-presidente do Santa Cruz. 

Coincidentemente, Sebastião Rufino Filho apitou o primeiro Santa Cruz e Sport do ano, assim como aconteceu em 2016. Durante o embate, foram vistos muitos erros do árbitro na parte disciplinar. 

SAIBA MAIS

Com um a menos, Santa arranca empate contra o Sport no Arruda e se mantém invicto

Compartilhe:

Constantino Júnior detona a arbitragem do clássico: “O Santa Cruz foi claramente prejudicado”

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.