Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

82,4

Classifique:

Futebol Profissional

Thomás acredita que sequência no Santa o leve a despontar na carreira: “Cansei de ser coadjuvante”

Publicado: terça-feira,21 de março de 2017, às 15:27
Por: Daniel Lima

O alto astral do meia Thomás chama a atenção durante os treinamentos da semana. A sequência de jogos na equipe titular do Santa Cruz o deixa muito contente. Após surgir no Flamengo-RJ como promessa e ter um início positivo, ele não conseguiu se firmar nos clubes onde passou por empréstimo, como Robur Siena-ITA, Ponte Preta-SP, Seattle Sounders-USA e Joinville-SC, onde jogou apenas 14 partidas, sendo que um máximo de quatro seguidas, e viveu o seu pior momento da carreira. 

Mas, ao que parece, no Arruda o jogador de 24 anos reencontrou seu futebol e as boas atuações já foram suficientes para agradar ao técnico Vinícius Eutrópio. Com o rendimento em evolução, o meio campista vislumbra impulsionar a carreira e dar a volta por cima no futebol. Sua pretensão é despontar e acabar com o status de “mais um”.  

“Nos últimos anos eu não tive tanta sequência, inclusive ano passado só joguei 21 partidas no ano inteiro. Não consegui ter sequência entre os titulares, mas agora estou tendo no Santa Cruz com o técnico Vinícius. É força de vontade mesmo. Cansei, realmente, de ser coadjuvante, de ficar sendo mais um... e encaro este ano como a temporada que tenho que voltar ao cenário do futebol. Me afirmar como jogador profissional. Sempre tive esse peso e esperavam isso de mim. E eu não atingi ainda o nível que posso chegar. Espero que seja o meu ano”, afirmou. 

Desde que chegou ao Santa, Thomás evitou escolher sua posição. É meia de ofício, porém tem atuado no time coral como ponta esquerda, mas já jogou centralizado. Para ele, exercer mais de uma função é necessário no futebol atual.  “A gente tem que sempre buscar uma melhora. Cada vez mais vou me adaptando ao futebol de hoje. Tem que ter velocidade, força e bom toque de bola. Espero cada vez mais estar inserido no trabalho e continuar na boa fase junto ao clube e aos jogadores”, disse. 

ALTO ASTRAL
“Todo o elenco se relaciona muito bem dentro e fora de campo. A gente tenta se ajudar bastante e fez aqui realmente um grupo que se gosta muito. A felicidade está dentro da gente. Eu estou sempre alegre e feliz, mas com foco nos meus objetivos, que são sempre as vitórias e melhorar cada dia mais nos treinos”, pontuou.  

Compartilhe:

Thomás acredita que sequência no Santa o leve a despontar na carreira: “Cansei de ser coadjuvante”

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.