Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

82,4

Classifique:

Futebol Profissional

Vivendo fase de goleador, Fabinho Alves analisa decisão e favoritismo do rival

Publicado: segunda-feira, 12 de março de 2018, às 16:24
Por: Alexandre Ricardo

Contratado na metade de fevereiro, o atacante Fabinho Alves vive um bom momento com a camisa coral. A lesão de Augusto, então titular no setor ofensivo, fez com que o jogador construísse uma sequência de três jogos consecutivos como titular, sendo um dos preservados pelo técnico Júnior Rocha no empate contra o CRB/AL. 

Um dos pontos mais abordados desde a sua chegada é o fato de Fabinho Alves não ter fama de artilheiro nos clubes onde passou. Atleta que atua pelos lados do campos, o atacante de 31 anos colaborou com gols diante de Belo Jardim e do próprio Sport Recife, adversário nas quartas de final do Campeonato Pernambucano. 

" Com os gols, a confiança aparece. Sempre me cobrei por estar chegando e convertendo as chances. Tudo é trabalho e no dia a dia, venho aperfeiçoando esse fundamento. Treino finalizações e com o apoio dos companheiros e os resultados dando certo, a tendência é evoluir cada vez mais ", falou. 

O Mais Querido já contabiliza dez jogos sem perder na temporada. Desde que chegou, Fabinho Alves não sabe o que é derrota e comemora bastante o feito. Porém, avisa que a decisão da próxima quarta-feira(14) será tratada com bastante atenção. 

" Todos estão vendo a evolução da equipe e isso é uma motivação extra. Com pé no chão e humildade, no fim das contas tudo vai dar certo. Sabemos que o Sport é uma equipe de Série A, tem qualidade. Eles são favoritos, mas vamos correndo por fora para surpreender e conseguir a classificação ", garantiu. 

PÊNALTIS 
" Temos consciência da possibilidade de tudo ser decidido nos pênaltis. Estou à disposição caso seja acionado para bater. Vamos trabalhar todas as situação para que no dia do jogo, tudo ocorra com sucesso para nosso lado ". 

MANDO DE CAMPO 
" A dificuldade de jogar na casa deles, todos conhecem. Mas a torcida que apoia é a mesma que cobra quando as coisas não dão certo. Que possamos dificultar as ações e fazer com que exista mais pressão do outro lado. Eles também vão querer a vitória e precisamos aproveitar as ocasiões que surgirem ". 

MOTIVAÇÃO 
" Estamos falando entre nós, jogadores, que é a hora da verdade. O clássico que passou serviu para mostrar que somos capazes de equilibrar as ações. Agora muda porque quem perder, está fora. Mas temos algumas lições a serem tomadas, principalmente da desorganizada que demos depois que sofremos o gol ".

Compartilhe:

Vivendo fase de goleador, Fabinho Alves analisa decisão e favoritismo do rival

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.