Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

41,2

Classifique:

Futebol Profissional

Apesar do calendário apertado, Santa Cruz será o clube com mais jogos no sertão

Publicado: quinta-feira,22 de novembro de 2018, às 11:26
Por: Alexandre Ricardo

Com a divulgação da tabela do Campeonato Pernambucano 2019, o Santa Cruz tem motivos para esperar um primeiro trimestre de muito desgaste na próxima temporada. O Estadual contará com dez equipes, demandando nove rodadas em turno único na primeira fase para apontar os oito classificados para a próxima fase.

E mesmo com as disputas da Copa do Nordeste e Copa do Brasil em paralelo, o Mais Querido será o clube da capital com mais idas ao Sertão do Estado. Por terminar na sexta colocação geral da edição de 2018, o time tricolor fará cinco partidas como visitante e quatro com mando de campo a favor, sendo uma delas o Clássico das Multidões diante do Sport Recife. 

A equipe comandada pelo técnico Leston Júnior enfrenta Flamengo de Arcoverde, Petrolina e Salgueiro fora de casa. Enquanto que o Náutico só viaja para encarar o Afogados da Ingazeira. Já o Sport, apesar de não participar do Nordestão e contar com um calendário mais acessível, joga na condição de visitante contra Vitória das Tabocas, América e Santa Cruz, na Região Metropolitana do Recife, pegando a estrada apenas para visitar o Central, em Caruaru.

E a situação ocorre pelo segundo ano consecutivo, já que nesta temporada o Santa Cruz teve de viajar para jogar diante de Afogados da Ingazeira, Flamengo de Arcoverde e Salgueiro. De acordo com o ex-diretor de futebol e atual membro do Núcleo de Gestão Administrativo Financeiro, Fred Dias, o clube chegou a reclamar formalmente junto a Federação Pernambucana de Futebol.

Ainda segundo o dirigente, cada viagem como essa custa em média cerca de 20 mil reais entre alimentação, logística, deslocamento e hospedagens, com os custos ficando 100% nas mãos dos clubes visitantes. Além disso, taxas da FPF como a regularização de atletas estão entre as maiores do Brasil, custando mais de 100 mil reais. Algo que interfere na realidade da instituição, que conta com orçamento reduzido.

Por outro lado, o Santa Cruz deve apostar na expansão da marca, aproveitando a grande torcida que tem no interior. Exemplos como o projeto de levar uma van da Loja Oficial do clube e promotores do programa de sócios para que os torcedores possam comprar produtos oficiais e se associar.

Compartilhe:

Apesar do calendário apertado, Santa Cruz será o clube com mais jogos no sertão

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.