Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

68,6666666666667

Classifique:

Futebol Profissional

Leston Júnior e a busca pela estabilidade no comando do Santa Cruz

Publicado: terça-feira,27 de novembro de 2018, às 13:58
Por: Alexandre Ricardo

Há alguns anos, o futebol brasileiro tem se caracterizado pelas constantes trocas de comando nas equipes, com os clubes chegando a ter dois ou três treinadores por temporada. Essa dura realidade também vem sendo encontrada no Santa Cruz, que apresenta números reveladores quanto a instabilidade na comissão técnica. 

O último técnico que finalizou um ano e permaneceu para o seguinte foi Marcelo Martelotte, que alcançou o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro em 2015 e iniciou 2016 no Mais Querido. Porém, com um aproveitamento de seis vitórias, quatro empates e cinco derrotas, o comandante foi demitido ainda durante as disputas do Pernambucano e Nordestão. 

A lembrança vai ainda mais longe se for procurado o caso mais recente de treinador que conseguiu ficar à frente da equipe durante todo um ano. Foi o que ocorreu com Zé Teodoro, bicampeão pernambucano em 2011 e 2012. O técnico acertou sua saída logo após a disputa da Série C de 2012, quando não conseguiu alcançar o acesso para a Segunda Divisão. 

Apesar dos números, o mais novo comandante tricolor não se mostra preocupado. De acordo com Leston Júnior, o pensamento está exclusivamente voltado para o início de trabalho na Cobra Coral, que tem pré-temporada prevista para ser iniciada no próximo dia 3 de dezembro. 

" Quando a gente fala em troca constante de comando, são vários fatores. O resultado está atrelado, mas tem outros aspectos. A instabilidade não é algo que vá mudar meu comportamento. Estou concentrado no dia a dia, na responsabilidade que me foi concedida de assumir um clube do tamanho do Santa Cruz ", garantiu o treinador. 

Sobre seu último trabalho, no Botafogo de João Pessoa, o técnico explicou de que forma aconteceu sua saída do clube paraibano. " A passagem no Botafogo/PB durou nove meses, entre montagem do elenco, título do Estadual e melhor campanha do clube na história recente da Copa do Nordeste. Decidi sair porque, àquela altura, não me via mais colaborando dentro da minha função e de acordo com o momento do time ", relembrou.

Compartilhe:

Leston Júnior e a busca pela estabilidade no comando do Santa Cruz

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.