Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

68,6666666666667

Classifique:

Futebol Profissional

Atacante de beirada, Jô quer mudar histórico de poucos gols na carreira

Publicado: segunda-feira,7 de janeiro de 2019, às 16:53
Por: Alexandre Ricardo

Com 29 anos de idade, o atacante Jô já apresenta uma considerável experiência durante sua carreira. Revelado pelo Cruzeiro de Porto Alegre/RS, o jogador já vestiu as camisas de clubes tradicionais como Paysandu/PA, Juventude/RS e Fortaleza/CE, sendo no Londrina/PR a sua passagem mais recente, antes de ser contratado pelo Santa Cruz.

Prezando por um jogo de velocidade nos lados do campo, Jô foi apresentado nesta segunda-feira(7) e falou sobre o difícil ano de 2018 que teve. Fazendo 22 jogos entre Londrina e Juventude, o atleta não balançou as redes durante toda a temporada. 

" Sou um jogador de muita raça, entrega em campo. Fiz poucos gols durante minha trajetória, mas dei assistências. Costumo fazer as jogadas e servir o camisa 9. Falo sempre com meu pai que 2018 foi um teste para mim, foi o pior ano da minha carreira. Mas tive a confiança de poder atuar e agora estou me preparando bastante para iniciar uma nova temporada ", disse. 

Desde 2016, Jô soma apenas nove gols marcados, mesmo atuando por muitas partidas pelo São José/RS e chegando a participar da campanha do Fortaleza de acesso à Série B, em 2017. Apesar de apresentar uma característica de chamar para o drible, o atacante reconheceu que se cobra para ser mais eficiente na finalização.

" Em todos os clubes que vou, a direção e a comissão técnica cobram. Sempre trabalhei e continuo, mas às vezes chego na cara do gol e acabo errando. Espero poder tocar isso longe e contribuir com gols aqui no Santa Cruz. Que seja um ano de muitas bençãos e eu possa repetir algo parecido com o que fiz em 2011, quando briguei na parte de cima do Gauchão ", respondeu o jogador. 

DISPUTA 
" Cheguei e vi um grupo bem preparado, jogadores de qualidade. É difícil falar porque tanto o Augusto quanto o Elias estão correspondendo, mas vou procurar meu espaço. O professor Leston que vai escolher o melhor para o grupo ". 

IMPRESSÃO
" O Santa Cruz é time grande. Está numa divisão que não condiz com a grandeza do seu clube, espero contribuir para devolver primeiro à Série B. Antes, também disputamos os títulos do primeiro semestre. Chego empolgado, fui bem recebido por todos e espero corresponder dentro de campo ".

Foto: Assessoria de Imprensa/Santa Cruz

Compartilhe:

Atacante de beirada, Jô quer mudar histórico de poucos gols na carreira

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.