Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

68,6666666666667

Classifique:

Futebol Profissional

Apostando na base de 2018, Botafogo/PB venceu na estreia do Estadual

Publicado: terça-feira,15 de janeiro de 2019, às 14:48
Por: Alexandre Ricardo

O Botafogo da Paraíba se tornou um adversário próximo do Santa Cruz. Assim como a Cobra Coral, o Belo de João Pessoa parou nas quartas de final da Série C do ano passado, vendo o acesso escapar após perder nos pênaltis para o homônimo Botafogo, o de Ribeirão Preto/SP. 

Nos dois duelos realizados na primeira fase do Campeonato Brasileiro, o alvinegro paraibano levou a melhor sobre o Mais Querido. No primeiro turno, em jogo disputado no Arruda, vitória por 3x2. No encontro da volta, realizado no Almeidão, o meio-campo Marcos Aurélio desequilibrou e marcou os dois gols da partida. 

A boa campanha na Terceira Divisão do futebol nacional fez com que a direção do Botafogo apostasse na permanência do técnico Evaristo Piza, além da manutenção da maioria do elenco. Ao todo, 14 atletas que atuaram em 2018 tiveram continuidade assegurada pelo clube. Entre eles, renovaram contrato alguns destaques, como o goleiro Saulo, o zagueiro Lula, o lateral Fábio Alves e os meias Marcos Aurélio e Clayton.

O primeiro compromisso da equipe na temporada aconteceu no último sábado(12), diante da Desportiva Perilima, pela rodada inaugural do Campeonato Paraibano. No Almeidão, que também é palco do jogo desta noite contra o Santa Cruz, o adversário coral venceu por 4x1, com dois gols de Clayton, um de Nando e outro de Rafael Ibiapino.

Com pouco espaço para treinar, Evaristo Piza deve repetir a escalação que entrou em campo no fim de semana passado: Saulo; Roniery, Lula, Willian Goiano e Fábio Alves; Carlão, Rogério, Clayton, Marcos Aurélio; Adalgiso Pitbull e Nando.

Compartilhe:

Apostando na base de 2018, Botafogo/PB venceu na estreia do Estadual

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.