Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

77,25

Classifique:

Futebol Profissional

Após primeiro tempo sonolento, Leston Júnior explica ajustes no intervalo

Publicado: sábado,2 de fevereiro de 2019, às 19:23
Por: Alexandre Ricardo

Muito além do gol, que saiu apenas no segundo tempo, a primeira metade da partida contra o ABC/RN, na Arena de Pernambuco, não incomodou apenas o torcedor presente no estádio. Realizando uma análise da vitória por 1x0, o técnico Leston Júnior revelou quais foram os pontos abordados durante o intervalo e as principais mudanças realizadas, sem mexer nas peças. 

" No primeiro tempo, acabamos batendo muito na parede de um ABC organizado, que desacelerou o jogo. E a bola estava voltando, gerando desconforto. No segundo, potencializamos algumas características e ditamos um ritmo mais acelerado, passando a criar mais oportunidades. Sabíamos que iríamos enfrentar um adversário que exigiria muito da gente, eles manteram uma base do ano passado sob o comando do Ranielle Ribeiro ", afirmou o comandante coral. 

Algumas vaias puderam ser ouvidas ao lateral-esquerdo Raphael Soares, que nos 45 minutos iniciais mostrava um certo desconforto na iniciação das jogadas. Perguntado se uma possível troca passou pela sua cabeça, o treinador tricolor evitou individualizar algo que estivesse interferindo na atuação da equipe. 

" Uma equipe que tem organização coletiva, nunca vai estar sofrendo em cima de um setor de forma isolada. É o que eu prezo, ter uma estrutura consolidada como time. Se um determinado ponto mostra fragilidade, vão haver motivos que não passam apenas por um jogador. Passamos tranquilidade no intervalo e procuramos ajustar algumas coisas ", respondeu Leston.

CONSCIÊNCIA
" Tinha dito aos atletas depois do jogo contra o Afogados que havíamos perdido o controle em alguns momentos daquela partida. Tínhamos que chegar hoje cientes de que as ações iriam alternar, saber suportar algumas situações de domínio do ABC. São componentes que influenciam no resultado ".

AVALIAÇÃO 
" Qualquer avaliação é precoce, estamos no início do trabalho. As vitórias não podem mascarar isso, no futebol ninguém tem varinha mágica. Com 40 dias, é impossível deixar o time do jeito que eu gostaria. Se estivéssemos perdendo, isso poderia soar como desculpa. Mas não posso ser hipócrita. Temos linha de crescimento para muita coisa e estamos evoluindo ". 

PETROLINA 
" Janeiro era o mês de dar lastro de jogo para uma base. Em fevereiro, precisamos ter estratégia. Não é poupar, é ter um tempo para treinar os atletas, porque com a sequência você acaba perdendo algumas valências técnicas e táticas, além da questão física. Vamos esperar a reapresentação e na segunda-feira faremos uma avaliação para definir o jogo de quarta-feira ".

Compartilhe:

Após primeiro tempo sonolento, Leston Júnior explica ajustes no intervalo

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.