Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

96,9411764705882

Classifique:

Futebol Profissional

Gol de Allan Dias, com falha de Magrão, dá vitória ao Santa Cruz contra o Sport Recife

Publicado: domingo,17 de fevereiro de 2019, às 19:09
Por: Alexandre Ricardo

O TIME - Apesar da expectativa em relação a possíveis mudanças na equipe, visando o clássico contra o Náutico pela Copa do Brasil, o técnico Leston Júnior optou por mandar a campo quem estava em condições ideais de atuar o primeiro Clássico das Multidões da temporada. Os desfalques ficaram por conta do atacante Pipico, suspenso após expulsão na vitória do Petrolina, além de Ricardo Ernesto, vetado pelo departamento médico por conta de dores na coxa direita. Apenas o zagueiro Vitão foi preservado, com o prata da casa João Victor recebendo a oportunidade de atuar ao lado de Danny Morais. O Santa Cruz foi escalado com Anderson; Marcos Martins, João Victor, Danny Morais e Bruno Ré; Charles, Diego Lorenzi, Allan Dias; Jô, Elias e Guilherme Queiróz.

O JOGO - No reencontro da torcida do Santa Cruz com o Estádio do Arruda, a Cobra Coral levou a melhor ao bater o Sport Recife por 1x0, no primeiro Clássico das Multidões da temporada. Com o resultado, o clube das três cores chegou aos 13 pontos conquistados e assumiu a liderança do Campeonato Pernambucano, mesmo com uma rodada a cumprir.

O primeiro tempo transcorreu sem maiores emoções dos dois lados. A dificuldade em chegar ao ataque evidenciou problemas de armação tanto de Santa Cruz quanto do Sport. No lado coral, Allan Dias até tentou, mas as atuações de Elias e Jô não proporcionaram o volume necessário para o Mais Querido, que em momento algum da primeira etapa sufocou o adversário.

Algo um pouco diferente com o Sport Recife, já que Ezequiel e Guilherme até estiveram bem nos primeiros 45 minutos, mas a falta de um meia de criação dificultou as ações do clube rubro-negro. Ainda assim, as raras chances de fazer um gol aconteceram com o Leão, exigindo inclusive, aos 23 minutos de jogo, uma grande defesa do goleiro Anderson. 

Na volta do intervalo, as equipes até proporcionaram um duelo mais veloz. Apesar de uma postura de certa forma precavida, o Santa Cruz assustou o rival em dois momentos nos primeiros 15 minutos do segundo tempo: primeiro, Guilherme Queiróz girou sobre a marcação e finalizou de perna esquerda, exigindo defesa de Magrão. Depois, o próprio atacante aproveitou desviou após escanteio, mas não direcionou o cabeceio para o gol. 

A impressão inicial de um jogo mais movimentado veio abaixo por pelo menos dez minutos, quando os times voltaram a produzir poucos lances de ataque. Mesmo com o gol do Mais Querido, o Sport seguiu sofrendo para levar dificuldade, até aumentando o número de erros de passe devido à necessidade com o placar negativo.

Porém, o lance que marcou o clássico aconteceu nos últimos segundos de jogo. Depois de cruzamento na área, Allan Dias fez o movimento para cabecear e afastar o perigo, mas a bola acabou resvalando no braço direito. O juiz nada marcou, para revolta de jogadores e comissão técnica do Sport. Após o apito final, o atacante Juninho foi expulso ao discutir com o árbitro Luiz Sobral.

GOLS - Allan Dias fez o gol da vitória coral quando o relógio marcava 26 minutos do segundo tempo. Em cobrança de falta, Marcos Martins cruzou na área e o meio-campo desviou. Apesar da baixa velocidade com que a bola chegou, o goleiro Magrão acabou aceitando e a Torcida Mais Apaixonada do Brasil fez a festa no José do Rego Maciel.

MODIFICAÇÕES - A primeira mudança tricolor aconteceu logo aos 10 minutos da segunda metade de partida, quando Jô pediu para sair e foi substituído por Cesinha. 12 minutos depois, outro atleta caiu no chão e acabou sendo trocado. Com dores no joelho, Elias deixou o campo para a entrada de Luiz Felipe. Por volta dos 35, Guilherme Queiróz foi alvo da última alteração, entrando Neto Costa no comando do ataque. 

Compartilhe:

Gol de Allan Dias, com falha de Magrão, dá vitória ao Santa Cruz contra o Sport Recife

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.