Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

82,4

Classifique:

Futebol Profissional

Santa Cruz é valente, iguala com o Fluminense, mas é eliminado nos pênaltis

Publicado: quinta-feira,25 de abril de 2019, às 23:59
Por: Alexandre Ricardo

O TIME - Depois de muito mistério durante a semana, com direito a dois treinos reservados, o técnico Leston Júnior realizou apenas uma modificação em relação à equipe que disputou o jogo de ida diante do Fluminense/RJ, no Maracanã. Allan Dias, titular desde o início da temporada na armação de jogadas, acabou saindo da formação inicial, com Patrick Vieira sendo o escolhido para assumir seu lugar. O Santa Cruz foi escalado com Anderson; Marcos Martins, João Victor, William Alves e Carlos Renato; Charles, Ítalo Henrique e Patrick Vieira; Dudu, Augusto e Pipico.

O JOGO - O Santa Cruz lutou, correu atrás do prejuízo e conseguiu o objetivo inicial, que era ao menos derrubar a vantagem de dois gols de diferença, construída pelo Fluminense nos primeiros 90 minutos. Porém, os pênaltis acabaram com final feliz para os visitantes, que seguem para as oitavas de final da Copa do Brasil. Apesar da desclassificação, o elenco tricolor saiu aplaudido pela Torcida Mais Apaixonada do Brasil, que proporcionou mais uma atmosfera empolgante.

Desde os primeiros momentos de partida, o Santa Cruz apostou numa marcação que pressionava a saída de bola do Fluminense. Sem abrir mão do seu estilo de jogo, valorizando a posse de bola. Com poucos segundos, Patrick Vieira encontrou Pipico dentro da área, que foi tocado por Nino, mas o árbitro mandou seguir. Entre 20 e 30 minutos, dois momentos de perigo: primeiro com Charles, de falta, depois Augusto, que acertou o travessão do goleiro Rodolfo. 

Escapando em velocidade, principalmente com seu trio ofensivo, o Fluminense teve grande chance com Luciano, que recebeu passe de Everaldo e surgiu cara a cara com Anderson, mas mandou para fora. Do lado coral, Augusto escapou por duas vezes pela esquerda, invadindo a área, mas o assistente Vitor Carmona Metestaine impugnou ambas as jogadas, de maneira equivocada. 

De maneira natural, o ritmo intenso do primeiro tempo não foi repetido nos 45 minutos finais. À mesma medida que o Fluminense não ameaçava tanto nas escapadas explorando o erro coral, o Santa Cruz tinha dificuldades para fazer Rodolfo trabalho. O primeiro grande lance de perigo veio aos 13 minutos, com Charles mandando uma bomba de longe em cobrança de falta. O arqueiro carioca deu um toque providencial, fazendo a bola explodir no travessão.

O panorama da eliminatória ganhou um tom dramático em pouco tempo. Com o Santa Cruz igualando o prejuízo da primeira partida, as equipes seguiram até o apito final sofrendo com o desgaste físico. Valente, o Time do Povo até tentou o gol que daria a classificação direta, mas tudo foi definido nas cobranças dos pênaltis.

GOLS - A reação pernambucana teve início aos 27 minutos do segundo tempo. Após falta cobrada na área, a bola sobrou para Jô, que emendou um voleio e encontrou o lado direito do gol carioca. Apenas dois minutos depois, Augusto escapou pela esquerda e tentou driblar Rodolfo, que até tentou cortar, mas o rebote se ofereceu para Pipico, que levou o Mundão do Arruda ao delírio com o segundo gol do Mais Querido.

MODIFICAÇÕES - Aos 38 minutos, ainda do primeiro tempo, o atacante Dudu acusou dores na coxa direita e prontamente solicitou substituição. Para o seu lugar, Leston Júnior escolheu Jô, ocupando a faixa direita do setor ofensivo. A segunda alteração veio com 20 minutos da etapa final, quando Patrick Vieira, desgastado, deu lugar a Guilherme Queiróz. Com o Santa Cruz já alcançando o empate no placar agregado, Augusto reclamou de cãibras e foi outro que teve de sair. Elias foi a opção para entrar em campo.

PÊNALTIS - A série começou positiva tanto para Santa Cruz quanto no Fluminense, com Pipico e Luciano, respectivamente. Porém, as segundas batidas não entraram: Charles mandou por cima, num chute forte, enquanto que Anderson defendeu a cobrança de Gilberto. O Santa Cruz voltou a errar com Marcos Martins, com Rodolfo realizando a defesa. Pedro fez o terceiro do Fluminense e botou os cariocas na frente. Depois de Guilherme Queiróz e Airton converterem, William Alves acabou errando e o Fluminense pôde comemorar.

Compartilhe:

Santa Cruz é valente, iguala com o Fluminense, mas é eliminado nos pênaltis

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.