Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

34,3333333333333

Classifique:

Futebol Profissional

Utilizado por 90 minutos na estreia, Everton não tem preferência com posicionamento

Publicado: quinta-feira,16 de maio de 2019, às 15:24
Por: Alexandre Ricardo

Ao contrário do atacante Misael, o meio-campo Everton ficou em campo nos 90 minutos do empate com o Botafogo/PB, pela terceira rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. Também estreante, o jogador de 34 anos foi utilizado como o principal responsável pela armação de jogadas no setor de criação coral. 

Concedendo sua primeira entrevista coletiva nesta quarta-feira(16), Everton foi oficialmente apresentado ao torcedor tricolor e logo perguntado sobre qual o posicionamento que lhe deixa mais à vontade dentro das quatro linhas. Além de cair por dentro, no meio-campo, o atleta também vem atuando pelos lados do ataque durante as últimas temporadas. 

" Joguei centralizado contra o Botafogo/PB, num jogo difícil, e me sinto bem sim nessa posição. Mas já joguei como ponta, volante, lateral. Fui feliz em todas essas alternativas. Estou à disposição, onde o Leston (Júnior) quiser me utilizar. A vida é feita de desafios. Tenho experiência na carreira, acostumado a grandes conquistas. Sei da responsabilidade de representar um clube desse tamanho ", respondeu Everton.

Experiente na disputa da terceira divisão do futebol nacional, com passagens por clubes como Fortaleza/CE e Remo/PA, Everton também falou sobre a importância de manter uma regularidade nesta primeira fase, com objetivo de garantir vaga no mata-mata. E nada melhor para colocar em prática do que dois jogos seguidos em casa.

" Temos que nos impor do início ao fim destas partidas em casa. No futebol, 100% não é suficiente. Tem que ter o algo a mais: a correria, a vontade. A Série C transmite isso, exige que você tenha garra. Acho que o Santa Cruz entra forte nessa competição. É um clube de Série A, que infelizmente está na Terceirona. Mas é um forte candidato e a gente tem que mostrar isso no campo ", opinou.

FORTALEZA
" Cheguei lá em 2015, não conseguimos o acesso. Persistimos, chegávamos no mata-mata e perdíamos a classificação. Na Série C não tem jogo fácil, qualquer vitória ou derrota mexe na tabela porque é todo mundo junto. Assim como o Santa Cruz, lá também tinha a responsabilidade. Quero ter um final feliz aqui também. É pensar no acesso e depois seguir em direção ao título ".

Foto: Assessoria de Imprensa/Santa Cruz

Compartilhe:

Utilizado por 90 minutos na estreia, Everton não tem preferência com posicionamento

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.