Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

51,5

Classifique:

Futebol Profissional

Assim como no ano passado, Santa Cruz busca acesso com troca durante Série C

Publicado: domingo,19 de maio de 2019, às 14:35
Por: Alexandre Ricardo

Pelo segundo ano consecutivo, o Santa Cruz vive um momento conturbado justamente no início do Campeonato Brasileiro da Série C. A saída do técnico Leston Júnior faz com que a diretoria concentre esforços na contratação de um profissional para conduzir a equipe no maior objetivo do clube, que é o acesso à Segunda Divisão.

Em 2018, Júnior Rocha iniciou o ano e deixou o Mais Querido após receber um convite do CRB/AL. Para o seu lugar, a cúpula tricolor optou pelo experiente Paulo César Gusmão, que esteve à beira do gramado nas quartas de final da Copa do Nordeste e em quatro das seis primeiras rodadas do Brasileirão. Na estreia contra o Náutico, Júnior Rocha ainda era o comandante. No segundo jogo, Adriano Teixeira mandou o time a campo de maneira interina.

Demitido logo após a eliminação para o ABC/RN, no Nordeste, PC Gusmão foi substituído por Roberto Fernandes, então campeão pernambucano pelo Náutico. Com ele, o Santa Cruz iniciou uma campanha de recuperação e classificou o conjunto coral na terceira colocação do grupo. Foram 14 jogos, somando seis vitórias, quatro empates e quatro derrotas, num aproveitamento de 52,3%. No mata-mata, o acesso escapou para o Operário/PR, que seria campeão em seguida.

Apesar da desclassificação, foi manifestado um interesse na permanência do técnico, que acabou acertando com o CRB para a reta final da Série B e ficou até o mês de abril deste ano, deixando o Galo da Pajuçara depois de deixar a Copa do Nordeste nas quartas de final, perdendo nos pênaltis justamente para o Santa Cruz.

Foto: Assessoria de Imprensa/Santa Cruz

Compartilhe:

Assim como no ano passado, Santa Cruz busca acesso com troca durante Série C

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.