Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

82,4

Classifique:

Futebol Profissional

Milton Mendes enxerga Santa Cruz mais "inspirado" e com margem de evolução

Publicado: domingo,9 de junho de 2019, às 21:51
Por: Alexandre Ricardo

Como é de praxe, o técnico Milton Mendes não poupou elogios à entrega dos seus atletas, após a terceira vitória sob seu comando, nesta Série C do Campeonato Brasileiro. Com 100% de aproveitamento desde a sua chegdada, o treinador tratou dos pontos positivos que enxergou na atuação da equipe, que venceu o Confiança/SE por 3x1. 

De acordo com o comandante, as duas primeiras partidas aconteceram na base da entrega, com transpiração. Agora, ele já pôde ver uma melhor desenvoltura do conjunto, mas garante que há margem para uma maior evolução, atingindo níveis maiores de atuação.

" Tivemos mais transpiração do que inspiração nos jogos contra ABC/RN e Imperatriz/MA. Agora estivemos mais inspirados, mas também transpirando porque só precisa disso para ganhar. Fiquei muito feliz, mas podemos alcançar ainda mais. Treinamos muito não só as jogadas de bola parada, como as triangulações laterais. Tivemos inúmeras, houve essa movimentação. Todos, sem exceção, estão de parabéns pela dedicação ", disse o treinador. 

Em relação ao jogo propriamente dito, Milton Mendes concordou com a visão de que o Santa Cruz poderia ter matado o confronto após fazer 2x0. O gol marcado pelo Confiança/SE, por volta dos 30 minutos do segundo tempo, acabou colocando uma dose de tensão ao Estádio do Arruda, que só aliviou com Pipico balançando as redes já perto dos acréscimos.

" A verdade é que eu não queria, assim como todos os atletas, tomar aquele gol. Tive sim a impressão de que poderíamos ter resolvido o jogo antes. Recuamos um pouco as linhas para sair na velocidade. Comecei com Daniel (Costa) no meio, para deslocar o Dudu, e puxei para o lado depois. Tivemos jogadores que poderiam mudar o jogo a qualquer instante nesse momento de vantagem ", avaliou.

ESTREIA 
" Eu gostei do Daniel Costa e de todos os jogadores, sem exceção. Gostei também do Patrick (Vieira), do Elias. No último terço do campo, é importante ser irreverente. Sempre falo para eles que lá atrás é sinal vermelho, sem margem de erro. E na frente, é sinal verde para ir para cima, chamar a responsabilidade. E quem entrou, tentou fazer isso ".

GRAMADO 
" É difícil, o campo não está legal. Mas a culpa não é da direção, porque pagam a uma empresa e não estão dando resultado para nós. Não sei o porquê. A verdade é que não treinamos aqui durante a semana e estamos preocupados. Algo precisa ser feito, mas isso não diz respeito a mim. Meu trabalho e dos jogadores é de conseguir os resultados, independentemente do gramado ".

Compartilhe:

Milton Mendes enxerga Santa Cruz mais "inspirado" e com margem de evolução

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.