Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

68,6666666666667

Classifique:

Futebol Profissional

Ainda invicto, Milton Mendes fala em erros na conclusão e explica opção por Elias

Publicado: segunda-feira,17 de junho de 2019, às 23:41
Por: Alexandre Ricardo

O golzinho de Pipico, no último lance do jogo contra o Globo/RN, garantiu o empate em 3x3 e a manutenção da invencibilidade do técnico Milton Mendes à frente do Santa Cruz. Agora, em quatro jogos, são três vitórias e um empate, deixando o Mais Querido na terceira colocação do Grupo A da Série C, com 13 pontos conquistados. 

Na análise pós-jogo, o treinador coral falou sobre as dificuldades de correr atrás do prejuízo e evitar a derrota fora de casa, contra um adversário que esteve duas vezes à frente do placar. De acordo com ele, o principal erro dos seus comandados consistiu no desperdício de oportunidades. A primeira delas, inclusive, com menos de cinco minutos, quando Pipico acabou deslocando a bola mais do que deveria.

" A gente só dá valor ao ponto quando perde. Lógico que viemos pensando em ganhar, mas no último terço não estávamos concluindo as jogadas. A equipe estava pouco pressionante no meio-campo e jogando pouco. Optei por tirar o Allan (Dias) e soltar mais o time. Em dois lances fortuitos, levamos os gols. Mas os jogadores demonstraram que estão se entregando muito à causa ", avaliou.

Além das ausências de Charles e Bruno Ré, que sequer estiveram relacionados para este compromisso, Milton Mendes perdeu Misael durante o aquecimento, no campo do estádio Manoel Barretto. O comandante optou pela utilização do jovem atacante Elias, mas o baixo rendimento do jogador fez com que ele fosse sacado ainda durante o primeiro tempo.

" O Elias é um garoto que, com a saída do Misael, optei por colocá-lo porque estava sendo o substituto imediato naquela função. Pensei várias coisas ao mesmo tempo, mas não queria mudar muito a características. Tem que valorizar o menino porque ele é novo, mas tem uma cabeça muito boa. Durante o jogo, ele veio para mim e pediu para sair porque não estava bem. Eu disse que iria continuar porque acredito nele. Precisamos ter carinho, mostrar para ele o carinho ", explicou Milton Mendes.

VISÃO 
" Quando eu opto pela saída do Allan, queria algum atleta que pudesse quebrar as linhas com movimentação. E foi o que aconteceu, dois passes de gols vieram do Daniel Costa, um camisa 8 que pode oferecer isso. Demonstra que temos um grupo forte. Mas sem dúvidas nenhuma, precisamos melhorar muito também. E o comando serve para isso: apontar as falhas ".

NECESSIDADE 
" Temos que acabar entre os quatro primeiros e depois subir. Lógico que os primeiros lugares nos dão a decisão em casa, mas o mais importante é saber que temos jogadores dispostos a cumprir esses requisitos. Eles têm que tentar mesmo, porque cobro para isso no dia a dia. Os parabenizo porque não estão deixando de lutar ".

Compartilhe:

Ainda invicto, Milton Mendes fala em erros na conclusão e explica opção por Elias

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.