Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

11,4444444444444

Classifique:

Futebol Profissional

Cobrando dívidas, Augusto aciona Santa Cruz na justiça

Publicado: quinta-feira,17 de outubro de 2019, às 15:03
Por: Alexandre Ricardo

Apesar de ter contrato com o Santa Cruz até a metade de 2020, a história do atacante Augusto no clube coral chegou ao fim. Depois de comunicar o desejo em seguir seu caminho, o jogador de 28 anos agora está envolvido em um imbróglio judicial, cobrando pendências financeiras que se arrastam desde 2017, quando ele chegou às Repúblicas Independentes do Arruda.

De acordo com o atleta, em entrevista ao site Globoesporte.com, são dois meses em aberto da temporada 2019. Após a eliminação na Série C do Campeonato Brasileiro, ele teve uma reunião com o coordenador do Núcleo de Gestão do Mais Querido, Roberto Freire, onde foi realizada uma proposta de pagamento de 30% desse débito. O atacante recusou, solicitando que o acordo cumprisse com pelo menos um mês de salário.

As partes chegaram a um denominador comum, dividindo o valor em três parcelas. Depois do primeiro depósito, Augusto mostrou descontentamento com o atraso da segunda parcela e acionou o Santa Cruz na justiça, justificando que o clube queria que ele abrisse mão dos débitos referentes aos anos anteriores. Em conversa com a Rádio Jornal, Roberto Freire deu a sua versão.

" Negociamos com mais de 70 atletas, entre diversas categorias. Desses todos, três ainda não conseguimos fechar: Carlos Renato, Kadu e Celsinho, que a gente acertou tudo. Augusto foi o primeiro atleta a negociar, pessoalmente comigo. Fez o acordo, cometi um gesto de confiança ao pagar a primeira parcela. Houve uma decisão dele, com todo direito, que não iria mais aceitar o acordo que combinamos ", disse.

Tranquilo quanto a isso, o diretor executivo ressaltou que o clube tem todo aparato necessário para se defender do processo, ao contrário do que acontecia em gestões anteriores. Ainda de acordo com ele, a justiça deve levar em consideração o que vem sendo feito para evitar o acúmulo de débitos trabalhistas.

" Antigamente, os processos não tinham acompanhamento documental. Hoje, temos uma estrutura de informação que vai permitir o enfrentamento em condições de igualdade. Vamos ver se ele vai ter sucesso lá. Fiquei extremamente chateado, porque se fosse comigo eu devolveria o dinheiro e depois iria na justiça. Mostramos que pessoas diferentes estão conduzindo o clube ", complementou.

Reforçando que não assinou nenhum documento referente ao acordo, Augusto agora aguarda a resolução do caso para enfim rescindir com o Time do Povo. Desde que foi contratado, durante a Série B de 2017, ele disputou 67 partidas com a camisa coral, marcando oito gols ao todo.

Compartilhe:

Cobrando dívidas, Augusto aciona Santa Cruz na justiça

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.