Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

82,4

Classifique:

Futebol Profissional

Itamar Schulle explica titularidade de Didira e vê evolução do time no segundo tempo

Publicado: sábado,25 de janeiro de 2020, às 20:16
Por: Alexandre Ricardo

Além do alívio por contar com o atacante Pipico, a escalação do Santa Cruz trouxe uma novidade para a estreia coral na Copa do Nordeste, contra o Bahia. Com menos de uma semana de treinamento, retornando após ser liberado para resolver assuntos particulares, o meio-campo Didira foi escalado para o duelo na condição de titular.

Na coletiva de imprensa concedida após a partida, o técnico Itamar Schulle revelou que optou por essa escolha porque não pôde contar com Augusto Potiguar, que ficou à disposição no banco de reservas. Além disso, o treinador elogiou a entrega do atleta de Didira, que foi substituído durante o intervalo devido ao natural desgaste físico.

" Tive que colocar o Didira porque eu perdi o (Augusto) Potiguar. Qualquer outro que eu escalasse, ia improvisar demais. Tenho que dar parabéns ao atleta porque ele tentou fazer seu melhor, trabalhou durante 45 minutos. Vamos continuar fortalecendo, dando base para que ele possa desempenhar seu trabalho com totais condições ", contou o comandante.

Em relação à partida, Itamar Schulle ressaltou a qualidade do adversário e reconheceu que o Bahia teve as melhores chances no primeiro tempo, mas enxergou uma evolução da sua equipe na parte final do jogo. 

" Jogamos contra uma equipe muito bem armada, acostumada a jogar Série A. Tudo isso temos que colocar no papel. Nossa equipe vem crescendo, evoluindo. Tivemos menos posse de bola no primeiro tempo e proporcionamos algumas chances de gols a eles. No intervalo trocamos, tentando fechar a saída do lateral-direito deles. Foi aí que conseguimos equilibrar as ações e produzir algumas oportunidades ", analisou.

EVOLUÇÃO 
" Vejo que nós estamos em evolução, trabalhando com um bom número de jogadores oriundos da base. Isso faz bem para o Santa Cruz, que tem essa tradição. O clube está tentando se organizar, todos nós sabemos que precisamos de reforços. A diretoria também sabe, tenho colocado isso diariamente, me tornado até chato ".

MAYCON CLEITON 
" É um menino que a gente observou nos treinamentos. Temos que ter personalidade para colocar, não é fácil abrir mão de outro nome mais experiente para lançar um garoto. Se der errado, a cobrança é muito grande. Mas olho o que o atleta pode oferecer, tenho dado oportunidade e confiança. O Maycon tem feito um grande trabalho, é um garoto intenso ".

Foto: Rodrigo Baltar

Compartilhe:

Itamar Schulle explica titularidade de Didira e vê evolução do time no segundo tempo

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.