Coralnet.com.br - Página principal

Com o Santa Cruz das arquibancadas para o Mundo - desde 1996

Plantão de Notícias

68,6666666666667

Classifique:

Futebol Profissional

Conversa com Itamar, substituição e evolução física: a estreia de Didira no Santa Cruz

Publicado: segunda-feira,27 de janeiro de 2020, às 13:45
Por: Alexandre Ricardo

A maior surpresa na escalação do Santa Cruz para o jogo diante do Bahia, no último sábado(25), foi a entrada do meio-campo Didira. Com menos de uma semana de treinamento junto ao restante do grupo, após retornar de sua terra natal, onde resolvia problemas particulares, o jogador de 31 anos foi acionado na equipe titular.

Logo após a partida, o técnico Itamar Schulle comunicou que tomou a decisão depois de Augusto Potiguar ser vetado pelo departamento médico, com dores na panturrilha direita. Sem querer utilizar todos atacantes de lado entre os onze iniciais, o treinador optou por deslocar Jeremias para a ponta, apostando na experiência de Didira na armação de jogadas.

Substituído ainda durante o intervalo, Didira comentou sobre a estreia com a camisa coral. Reconhecendo que ainda não está em 100% das suas condições, o atleta revelou os bastidores da definição da equipe.

" Durante a semana, me empenhei ao máximo para que pudesse estar no banco, como opção para o decorrer do jogo. Fui surpreendido quando o professor (Itamar Schulle) conversou comigo e perguntou se poderia entrar no começo. Falei que sim, que iria tentar ajudar. Estava me sentindo bem, uns 80% pronto. Corri bastante, me desgastei um pouco, mas é natural ", afirmou o meia.

Agora, o objetivo do jogador é atingir o mesmo patamar físicos dos companheiros, ficando inteiramente à disposição da comissão técnica para a sequência dos desafios da temporada. Sem querer dar prazo, Didira prometeu total empenho para atingir esse objetivo.

" É complicado falar de um prazo, vai ser de acordo com o ritmo de jogo. A cada partida tenho que me dedicar ao máximo, procurar treinar nas folgas, para que eu possa estar igual a todos que estiveram na pré-temporarada. Me empenhei no jogo, corri, mas não é a mesma coisa de quem já vinha trabalhando. No decorrer da competição, a gente vai chegando nesse ideal ", concluiu.

Foto: Rafael Melo/Santa Cruz

Compartilhe:

Conversa com Itamar, substituição e evolução física: a estreia de Didira no Santa Cruz

* Os comentários são de total responsabilidade dos internautas. Não toleramos mensagens contendo palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa.